Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Ritual Menor do Pentagrama

Posted by adi em março 30, 2010

Pra executarmos um trabalho de magia cabalística, primeiro se faz necessário compreendermos um pouco mais sobre a Árvore da Vida.

Verificamos que há um diagrama atribuindo as 10 Sephiroth à figura de um homem. Acima da cabeça, formando uma coroa está Kether, que representa o espírito divino, e aos pés está Malkuth. Aos ombros direito e esquerdo são atribuídos Gevurah e Gedulah, Marte e Júpiter, Poder e Majestade. Na configuração cabalística, Kether está em correspondência com a Mônada, a dinâmica e essencial individualidade de um homem, o espírito que procura experiência através da encarnação aqui na terra.

É altamente significativo o fato dessa Sephirah ou potência ser colocada acima da cabeça e não dentro do cérebro ou no centro do coração, pois Kether é a luz do espírito que brilha sempre sobre as trevas abaixo. Esta é uma idéia que tem paralelos também em outros sistemas. Na Teosofia por ex. é dito que a “centelha do Divino ofusca o ser visível, que tem a possibilidade de tornar-se unido àquela centelha, pois que o Espírito superior não está no homem, mas acima dele”.

Todo processo místico e mágico tem por objetivo purificar o homem, de modo que a centelha ou Espírito, que normalmente apenas nos ofusca, possa descer para um veículo purificado e consagrado.

Segundo a tradição esotérica, a execução do Ritual Menor do Pentagrama, ou RMP,  tem como objetivo, primeiro, invocar os poderes do Espírito/Centelha como fonte constante de vigilância e orientação, promovendo o contato com as forças divinas tranzendo-as para dentro de si. Segundo, proteção e limpeza, pois ao invocar os poderes divinos e trazê-los para sua esfera mágica, esses poderes eliminam todos os tipos de pensamentos obsedantes e perturbadores.

Este ritual deve ser usado sempre, diariamente para centrar, acalmar e equilibrar a mente, e também para proteção. E deve ser usado como limpeza de ambiente, sempre antes de executar um ritual maior, ou mesmo como limpeza de fragmentos psíquicos de um cômodo ou da casa  toda. Usado antes da prática de um ritual maior, ou mesmo meditação, torna o ambiente sagrado, te coloca no centro do seu universo mágico.

É importante na execução do ritual, que você imagine e visualize toda a estrutura do RMP, que se coloque no papel de “um mago (a)” poderoso(a) e confiante.

Vamos ao ritual:

1) A Cruz Cabalística

Toque a testa e diga: ATHE (Tu és);

Em seguida toque o epigastro e diga: MALKUTH (o reino);

Tocando então o ombro direito diga: VE-GEBURAH (o poder);

Toque o ombro esquerdo dizendo: VE-GEDULAH (e a glória);

Juntando as mãos sobre o peito diga: LE OLAM ÁMEN (para sempre, amém ).

Enquanto executa os gestos, o praticante deverá concentrar-se em visualizar fortemente uma linha de luz branca que traçará do alto da cabeça até o plexo solar, e dali até os pés, representando MALKUTH. Ele também deverá visualizar uma linha de luz vinda do seu ombro direito até o seu ombro esquerdo, enquanto pronuncia VE-GEBURAH e VE-GEDULAH, desenhando assim uma “cruz ” em seu corpo. O praticante deverá também visualizar toda energia de harmonia e equilibrio no centro de seu peito ao mantrar a palavra LE OLAHN AMEN, completando assim a primeira parte do ritual, a chamada cruz cabalística.


2) Os pentagramas

Ponha-se de frente para o Oriente (leste), trace o primeiro pentagrama tomando uma respiração e concentração profunda, aponte o dedo indicador para o centro do mesmo e pronuncie o nome YHVEH ( pronuncia-se: YOD-HE-VAU-HE ) ;

Mantenha o dedo apontado para o centro do primeiro pentagrama, e vire-se para o Sul (a sua direita) repita o processo e mantre ADONAY; (pronuncia-se como se lê).

Como da primeira vez, volte-se para o Ocidente (oeste) repetindo o mesmo processo, mas mantrando, agora, EHEIHE( pronuncia-se como se lê)

Virando-se a sua direita novamente ( Norte ) repita o mesmo processo e mantre AGLA (pronuncia-se como se lê)

Nota-se que o giro se dá no sentido dos ponteiros do relógio.

3) OS ARCANJOS

Voltando-se para o ponto inicial, estenda ambos os braços (em forma de uma cruz) e diga:

A minha frente RAPHAEL

Atrás de mim GABRIEL

A minha direita MICHAEL

A minha esquerda AURIEL.   A MINHA VOLTA FLAMEJAM OS PENTAGRAMAS (concentre-se e visualize os pentagramas que desenhou no ar, cada qual em seu quadrante, flamejando)

E NA COLUNA DO CENTRO ENCONTRA-SE O ESPLENDOR DA ESTRELA DE SEIS RAIOS (agora, visualize dois hexagramas  grandes, um acima e outro abaixo, com uma faixa de luz estendendo-se na vertical, envolvendo-o e a todo o espaço).


4) Repita a primeira parte - A Cruz Cabalística e o ritual estará terminado.

Segundo Israel Regardie a Cruz Cabalística coloca os processos subsequentes sob a égide divina, na invocação de tua Essência divina e espiritual. Tendo em seguida banido, pelo traçado dos pentagramas apropriados, todos os seres não essenciais dos quatro pontos cardeais com a ajuda do nome de quatro letras de Deus, seguido pela invocação dos quatro Arcanjos que representam as quatro funções concretizadas do mundo psíquico interior e o par dual de opostos – para proteger a esfera de operação mágica que é a sua própria esfera mágica, que envolve teu ser. E concluindo, invocando novamente a Centelha/Essência, para que, do começo ao fim, a cerimônia inteira, ou intento, esteja sob a proteção/guarda do espírito.

============================================================================

Fontes e ref:  “O poder da Magia” – Israel Regardie; “Uma Introdução a Rituais de Banimento” – Phil Hine; “Ritual do Pentagrama Menor” – Frater Alenitnes;



About these ads

18 Respostas to “Ritual Menor do Pentagrama”

  1. Duende said

    yo!
    posso repostar o ritual no meu espaço interdimencional?

    outra coisa, o ritual do pilar do meio é um e o menor do pentagrama é outro nao é?

    ótimo blog

    duende
    erox choyofaque!

  2. adi said

    Oi Duende,

    “posso repostar o ritual no meu espaço interdimencional?”

    Claro que pode, fique a vontade.

    ” outra coisa, o ritual do pilar do meio é um e o menor do pentagrama é outro nao é?”

    Ai, ai – eu ia colocar ele junto no post, ai virou uma salada :D, editei… Pois é, são diferentes mesmo, mea culpa – já corrigi o texto.

    “ótimo blog”

    Valeu!! :D

    adi

  3. Alef said

    Na explicação inicial, foi citada a Teosofia, que tem toda aquela inspiração gnóstica. E segundo o pensamento Gnóstico, o deus do velho testamento (uma das acepções do YHVH) seria na verdade o demiurgo, e não o altíssimo.
    Ao realizar rituais derivados da Cabala (notadamente de origem judaica) não estaríamos nos alinhando com a egrégora do Jeová/demiurgo?
    Na verdade é só pra levantar a questão, não tenho nada contra o RMP.
    A propósito, parabéns pelo post.

  4. adi said

    Oi Alef, seja bem vindo aqui também.

    ” E segundo o pensamento Gnóstico, o deus do velho testamento (uma das acepções do YHVH) seria na verdade o demiurgo, e não o altíssimo.
    Ao realizar rituais derivados da Cabala (notadamente de origem judaica) não estaríamos nos alinhando com a egrégora do Jeová/demiurgo? ”

    Boa questão, sabe, a princípio nos parece dessa maneira. Mas se estudarmos as sephiroth da Árvore da Vida, notamos que o Altíssimo está relacionado a Kether (a Coroa) cujo o nome divino é EHEIHE, sua localização na Árvore se encontra fora e acima, simbolizando o Puro Ser, o sem forma, anterior a separação, por isso é chamado o “UM”. Dele emana os dois princípios opostos, Chockmah e Binah, notamos que a Chochmah/masculino é dado o nome divino de Jehovah Tetragramaton, e à Binah o nome divino de “Jehovah Elohim” (feminino), – ambos são os “princípios geradores”, porém já separados e limitados, o aspecto Jehovah, que dá a forma, ou que criou a forma a partir dos “princípios” pode ser considerado como o aspecto Demiurgo (aquele que prende), já Elohim continua sendo o princípio feminino emanado do puro Ser, como a própria Kundalini presa ao corpo. A deusa kundalini também é conhecida como Maya, Maya como ilusão, mas também como o princípio/poder gerador de Brahman, a Mãe de todas as coisas.

    “A propósito, parabéns pelo post.”

    Obrigado, :D

    adi

  5. Alef said

    Ok. Já vi que preciso realmente estudar a kaballah, coisa que venho adiando há tempos.

    Boa resposta.

  6. Gabriel Avelar said

    Adi,

    Tem alguma relevância a maneira como se desenha o pentagrama ?

  7. Acid said

    Um comentário em OFF, mas que me intriga: o blog do Franco Atirador saiu do ar de vez? Ele tinha parado de escrever, mas os arquivos estavam lá, e era muito importante que lá permanecessem… é algo temporario? Obg

  8. adi said

    Olá Alef,

    “Ok. Já vi que preciso realmente estudar a kaballah, coisa que venho adiando há tempos.”

    A Kaballah nos oferece bons recursos no desenvolvimento espiritual. Vale a pena a gente se aprofundar nesse estudo.

    abs

  9. adi said

    Olá Gabriel,

    “Tem alguma relevância a maneira como se desenha o pentagrama ? ”

    Tem sim; inicia-se o pentagrama pelo lado esquerdo (desenhando com a mão direita), e de baixo pra cima. Se você imaginar o pentagrama como a figura do homem Vitruviano de Da Vinci, começaria o pentagrama pela perna esquerda, subindo para a cabeça, descendo para a outra perna, etc.

    Aqui nesse vídeo dá pra entender direitinho como executar o ritual, com a única diferença que Regardie recomenda tocar o epigastro (plexo solar) citando Malkuth, e nesse ritual do youtube, ele toca o chacra básico.

    Obs. Esse vídeo foi uma ótima dica do Duende, – aliás Duende, ficou muito bom o post no seu blog, enviei comentário mas não saiu. Gosto muito do “Divagações”.

  10. adi said

    Oi Acid,

    ” o blog do Franco Atirador saiu do ar de vez? Ele tinha parado de escrever, mas os arquivos estavam lá, e era muito importante que lá permanecessem… é algo temporario? Obg”

    Infelizmente o Franco Atirador saiu do ar de vez. Eu lembro que o Lúcio avisou que os posts ficariam no “ar” por pouco tempo.

    Mas teve uma “boa alma” (rsrs) que salvou os arquivos e disponibilizou pra todo mundo nesse link aqui:

    http://www.4shared.com/dir/25779517/c3f2fd60/sharing.html

  11. Acid said

    Eu gostaria muito de botar essas paginas, em mht mesmo, dentro de um diretório do Saindo da Matrix. Será que ele deixa?

  12. adi said

    Oi Acid,

    “Será que ele deixa?”

    Só o Lúcio pode dizer :) . Como aqui ele tem acompanhado meio de longe, então, acho melhor perguntar direto pra ele no Epistemonike Phantasia, é um blog sobre literatura, mas não há problema perguntar off topic.

    http://epistemonikephantasia.wordpress.com/

  13. ROSA said

    GENTE QUE COISA MAIS ESTRANHA,SONHEI COM ESSE SIMBOLO SEM SABER O QUE ERA,E O QUE SIGNIFICAVA .ESTRANHO Ñ É !!!

  14. Willian said

    Eu estou com uma duvida …
    fui fazer o ritual mas na hora eu fiz a invocação dos arcanjos antes de desenhar os pentagramas (mas fiz os pentagramas) …. tem algum problema???

  15. adi said

    Oi Rosa, bem vinda aqui.

    “GENTE QUE COISA MAIS ESTRANHA,SONHEI COM ESSE SIMBOLO SEM SABER O QUE ERA,E O QUE SIGNIFICAVA .ESTRANHO Ñ É !!! ”

    É a manifestação do arquétipo, e o arquétipo sempre se manifesta através dos símbolos e mitologia. É a linguagem do inconsciente querendo te mostrar alguma coisa.

  16. adi said

    Oi William, be our guest.

    “fui fazer o ritual mas na hora eu fiz a invocação dos arcanjos antes de desenhar os pentagramas (mas fiz os pentagramas) …. tem algum problema??? ”

    Problema mesmo, não teve. Apenas que não surtiu todo o efeito desejado neste dia do ritual. Mas no próximo ritual é só seguir o esquema novamente conforme descrito, e está tudo ok. Eu creio que quanto mais se realiza o ritual, mais forte ele fica, e então com a prática você mesmo perceberá que apenas mentalizar/imaginar o ritual é tão eficiente quanto efetuar todo o procedimento.

    abs

    abs

  17. macaco said

    Seus textos são muito bons, passo sempre por aqui
    obrigado.

    muitos – e esses com certeza não eram leigos – ja me disseram que sou muito aberto, esse ritual é um meio para fechar o corpo?
    tenho receios com rituais, mesmo com esse que pelo que li é o mais básico. minha duvida é pode acontecer o efeito reverso? ao invés de proteção e despertar interior ficar exposto a ataques?
    paz

  18. adi said

    Olá Macaco, seja bem vindo.

    Que bom que gosta do Anoitan; Mi casa Su casa, :p

    Sim, este ritual é um excelente meio de fechar o corpo e proteção até mesmo de ambiente. Agora, não vou negar que quando a gente começa a despertar energias ditas espirituais também despertamos o seu oposto, só que o ritual proteje e faz a coisa acontecer com segurança, nada além do que vc estipular como limite. Se vc estiver sob a proteção do Anjo, que se faz através do ritual, nunca a força oposta será maior que a do Anjo. Então pode ficar tranquilo.

    paz

    adi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 46 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: