Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Archive for the ‘Umbanda’ Category

Franco-Atirador

Posted by adi em dezembro 17, 2009

Abaixo os links para os posts do antigo blog Franco-Atirador, do Lúcio Manfredi, os arquivos estão divididos em duas partes, como segue:

http://www.4shared.com/file/oEd_xq4a/Franco_Atirador_Malprg_-_1__1_.htm

http://www.4shared.com/file/eaqYHhvZ/Franco_Atirador_Malprg_2__2_.htm

Anúncios

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Amor, Anarquismo e Política, Arquétipos, Arte, Astrologia, Astrologia hermetica, Budismo, Cabala, ciencia, Cinema, Cristianismo, Epistemologia, Filosofia, FRANCO ATIRADOR, Gnosticismo, Hermetismo, Humor, I Ching, Musica, Não-dualidade, Psicologia, Religião, Sufismo, Taoísmo, Uma Palavra de Nossos Patrocinadores, Umbanda, Xamanismo, Zen Budismo | 33 Comments »

As alma dá pra quem sabe aproveitá II

Posted by luramos em abril 14, 2009

“O que a gente abre a boca pra chamar de caminho espiritual, é o caminho da aceitação.”

the-star-tarot

O King Mob ouviu o chamado das almas e se inspirou. Mandou em mp3 e eu pedi pra postar, porque é inspirador, é criação, é espontâneo, e por isso tem muito valor.

Aproveitem.

http://www.myplick.com/view/7MNcxugQIKG/as-alma-d

Posted in A Experiência Mística, Umbanda | Etiquetado: , , | 24 Comments »

As alma dá pra quem sabe aproveitá ou Se eu quiser falar com Deus

Posted by luramos em abril 11, 2009

Eu passei a noite de ontem até o meio-dia de hoje numa gira de Umbanda, comemorando o fim da quaresma.

No hemisfério norte a quaresma é o período do fim do inverno. Tempo de recolhimento porque a Natureza está terminando um ciclo de vida. Muitas histórias, mitológicas ou não, como a do êxodo dos judeus para o deserto e a própria morte de Jesus  foram identificadas com esta manifestação da Natureza, com esta época do ano. O sofrimento gerado pelo fim do inverno, pelo tempo de escassez, pela ausência de vida existe desde nossos mais remotos ancestrais. Hoje é engrossado por quase todos aqueles que participam da tradição judaica e cristã por causa do êxodo e Jesus.  Conhecendo as energias da Natureza e como um resquício do sincretismo necessário no começo dos culto africanos pelos escravos no Brasil, alguns umbandistas que compreendem a quaresma do ponto de vista energético, entendem este período com uma predominância de energias de sofrimento, desequilibradoras.  E alguns celebram seu fim.

Porque depois do fim do inverno , a Natureza ensina, recomeça a Primavera, o tempo do renascimento, da beleza e da fertilidade. Por isso os símbolos da Páscoa, com ovos (nascimento) e coelhos (fertilidade) e que inclusive obedece um calendário lunar. A Páscoa, a ressureição de Jesus, é celebrada na primeira lua cheia após o equinócio da primavera.  A partir desta época do ano, no hemisfério norte, os dias vão se tornando mais longos, com predominância da energia solar, até chegar o dia mais longo do ano, o Solstício de verão, no fim de dezembro, não por coincidência a data escolhida para celebrar o nascimento de muitos  mitos como Horus,Mitra, Krishna , Budha,  e claro Jesus, o Cristo, o Sol, o deus-sol.

Esta explicação pode nos fazer pensar que somos adoradores do Sol, o que eu acho uma linda verdade. É o Sol que nos permite estar aqui, sem ele a existência seria impossível. Um passo de associar a figura do Sol à figura do Criador, nosso Deus, nosso Pai. Porque nossos ancestrais sabiam que só os pais podem criar uma nova criatura humana. Sem os pais, a existência humana também não acontece.

Então o ser humano se identificou com o Sol,  porque ambos tem o poder de gerar a vida. Surgiu o conceito de Deus exterior, o Criador de Tudo, e do deus interior, uma identidade capaz de gerar vida e que vive os processos biológicos e mentais semelhantes ao ciclo solar, diário e anual.

Eu poderia continuar falando sobre ressurreição, reencarnação, etc, etc, Poderia lembrar à todos que estamos no hemisfério sul e portanto estamos no momento oposto do ano. Mas quero parar aqui.

Quero lembrar que o homem se distanciou da Natureza e se reconhecer em Deus é uma tarefa muito difícil, pelo menos para mim. Quero lembrar que podemos adorar o Sol e isso nos aproximará de Deus.

Mas eu quero mesmo é sentir gratidão por aqueles que hoje são meus  mensageiros, porque o contato direto com Deus não é mais uma coisa simples. Então, consciente desta limitação, eu peço para as almas (esta noite foram os pretos-velhos, vibração pura do Amor de nosso pai Oxalá), que pedem para o Santo (nosso Eu Superior, nosso sagrado Anjo Guardião, nossa essência crística,  búdica, vinda de Allah ou Elohim), que pedem para Deus, dentro e fora de mim, os milagres que eu desejo.

Eu peço assim: http://www.myplick.com/view/8LttyX8DsZE/As-alma-d-pra-quem-sabe-aproveit

Posted in A Experiência Mística, Amor, Umbanda | Etiquetado: , | 8 Comments »

Double Baden & Vinícius On The Rocks

Posted by Kingmob em fevereiro 15, 2009

Canto de Ossanha

O homem que diz “dou”
Não dá!
Porque quem dá mesmo
Não diz!
O homem que diz “vou”
Não vai!
Porque quando foi
Já não quis!
O homem que diz “sou”
Não é!
Porque quem é mesmo “é”
Não sou!
O homem que diz “tou”
Não tá
Porque ninguém tá
Quando quer
Coitado do homem que cai
No canto de Ossanha
Traidor!
Coitado do homem que vai
Atrás de mandinga de amor…

Continue lendo »

Posted in Arte, Musica, Umbanda | 2 Comments »