Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Ritual do Pilar do Meio

Posted by adi em junho 16, 2011

Pra quem já vem praticando ou já praticou o RMP, e  já tem certa familiaridade com o sistema da Árvore da Vida Cabalística e com o objetivo dos rituais que visa sempre o equilíbrio do ser através da “visualização e do uso da vontade”, fica bem mais simples praticar o Ritual do Pilar do Meio.  Esse equilíbrio é a busca do alinhamento com o “real ser” (Self) dentro de cada indivíduo.

Além de se relacionar com a Árvore da Vida, é um trabalho de alinhamento dos chacras localizados ao longo da coluna vertebral, permitindo assim a circulação das energias emanadas de Kether  em nosso ser.

Ritual do Pilar do Meio

1) Posicione-se de frente para o Poente (oeste).

2) Fique em pé (de preferência) e, na imaginação, eleve-se até o seu Kether – uma luz brilhante acima de sua cabeça. Imagine essa luz descendo para Daath, na base de seu pescoço, e dali para Tiphareth, em seu coração, no qual ele brilha como a luz do Sol e do qual irradia para as outras Sephiroth. De Tiphareth, a luz se dirige para Yesod, na região dos genitais, e dali para Malkut, no qual seus pés estão plantados. Ao sul (esquerda), visualize Boaz, o Pilar negro  da Severidade. Ao norte (direita), visualize Jachim, o Pilar branco da misericórdia . Assuma a si mesmo como o Pilar Central do Equilíbrio. (em alguns rituais os pilares se apresentam em posições trocadas)

3) Perceba por sobre você o brilho de puro branco da Luz, a luz de Ain Soph Aur, descendendo de uma esfera localizada acima de sua cabeça. Respire ritmicamente, pode ser inspirando, segurando, expirando, segurando, com quatro segundos cada, até adquirir algum relaxamento.

4) Volte sua atenção para a parte superior de sua cabeça e visualize ali, pairando no ar e não se encostando à mesma, uma esfera de luz resplandecente. Ao expirar vibre o nome divino AHIH (que se pronuncia Eh-he-yeh ). Repita isto até que tenha a “sensação” de que a esfera que representa Kether está ali.

5) Ao expirar visualize que a esfera emite um raio de luz que atravessa o crânio e desce pelo pescoço para ali formar uma segunda esfera de cor cinzento claro: Daath. A vibrar o nome divino IHVH ALHIM (que se pronuncia Yod-he-vau-he E-loh-heem) visualize a esfera vibrando e aumentando em luz. Repita isto pelo menos 4 vezes.

6) Ao expirar visualize que a esfera emite um raio de luz que atravessa o peito e desce ate o plexo solar para ali formar uma terceira esfera dourada: Tiphareth. A vibrar o nome divino IHVH ALOH V’DAAT (que se pronuncia Yod-he-vau-he El-oah ve- Da-ath ) visualize a esfera vibrando e aumentando em luz. Repita isto pelo menos 4 vezes.

7) Ao expirar visualize que a esfera emite um raio de luz que atravessa o abdômen e desce ate o órgão genital para ali formar uma quarta esfera roxo escuro: Yesod. Ao vibrar o nome divino ShDAI AL ChAI ((que se pronuncia Shah-dai EI Chai) visualize a esfera vibrando e aumentando em luz. Repita isto pelo menos 5 vezes.

8 ) Ao expirar visualize que a esfera emite um raio de luz que desce pelas pernas até os pés para ali formar uma quinta esfera verde escuro: Malkuth. A vibrar o nome divino ADNI HÁ’ARETz (que se pronuncia Ah-doh-nai ha-Ah-retz)visualize a esfera vibrando e aumentando em luz. Repita isto pelo menos 5 vezes.

9) Assim as esferas foram estabelecidas no campo áurico do praticante. Imagine o pilar do meio formado.

10) Usando os ciclos de respiração, visualize a energia subindo pelo lado direito do seu corpo enquanto inspira e descendo pelo lado esquerdo enquanto expira, de Malkuth até Kether e vice-versa. Depois de repetir isso por algum tempo, visualize a mesma energia subindo pela parte de trás de seu corpo enquanto inspira e descendo pela frente do seu corpo enquanto expira, repita por mais algumas vezes.

11) Ainda utilizando a respiração rítmica, visualize um raio de luz subindo pela Coluna do Meio, no centro de seu corpo. Quando alcança Kether, imagine uma chuva de luz em volta de você à medida que desce a Malkuth novamente. Circular a energia dessa forma por algum tempo.

12) Faça a Cruz Cabalística para indicar que você invocou a Luz de seu Kether e equilibrou-a em sua aura.

===========================================================================

Fonte: http://www.hemons.org/t521-ritual-do-pilar-do-meio

Anúncios

2 Respostas to “Ritual do Pilar do Meio”

  1. Muito booom Adi

    esse ritual é um verdeiro manual muito pratico e tenho qse certeza que deve funcionar =]

    algumas vezes meditando eu senti um fluxo de energia que formava um circulo da mao direira para a esquerda, será que existe alguma relação com essa descrição?

    a unica coisa que me deicou em duvida foi da Cruz Cabalística e tal…

    e em relação a indicação do site eu dei uma olhada e pretendo me cadastrar =D

  2. adi said

    Oi End,

    Com certeza funciona muito bem se fizer com certa regularidade.

    “algumas vezes meditando eu senti um fluxo de energia que formava um circulo da mao direira para a esquerda, será que existe alguma relação com essa descrição? ”

    Eu também sinto um tipo de energia nas palmas das mãos quando medito, como dito por vc que passa de uma pra outra. Se trata da mesma energia (prana) que percorre todo nosso corpo através dos nadis (canais), mas tenho a impressão que temos mais sensibilidade nas mãos do que em outras partes do corpo.

    “a unica coisa que me deicou em duvida foi da Cruz Cabalística e tal…”

    A execução da Cruz Cabalística vc pode ver aqui : https://anoitan.wordpress.com/2010/03/30/ritual-menor-do-pentagrama/
    Está bem explicado no começo da execução do “Ritual Menor do Pentagrama”.

    Eu estou pesquisando já há algum tempo sobre “Tiphareth”, em como seria essa iniciação não só no sentido da abertura do próprio chacra cardíaco, mas sobre todo o trabalho envolvido na construção da “imagem” do corpo de luz e glória, etc, e pesquisando sobre o véu de Paroketh – que é a pequena travessia das sephiroth inferiores pra Tiphareth – encontrei esse site, ou melhor, encontrei a descrição desse ritual. Já utilizei muito um tipo semelhante de alinhamento dos chacras durante a meditação, e funciona com certeza, mas o ritual do pilar do meio é bem completo e bem elaborado, dá uma excelente noção pra quem já tem experiência e também pra quem está no começo da prática ritualística.

    O principal fundamento da prática ritualística é treinar e dirigir a imaginação, essa é a verdadeira arte da magia.

    😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: