Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Archive for the ‘Hermetismo’ Category

Fernando Pessoa: O ensaio sobre a Iniciação

Posted by adi em fevereiro 6, 2013

Selo-do-Fernando-Pessoa-Portugal-1975-quadro-original

“Havia três razões pelas quais nas religiões pagãs certas verdades, ou coisas supostas serem verdades, eram transmitidas só em segredo e reclusão, por iniciação. A primeira era uma razão social: pensava-se que essas tais verdades eram impróprias para transmissão a qualquer homem, a nau ser que ele estivesse em certa medida preparado para as receber, e que elas teriam resultados sociais desastrosos se fossem tornadas públicas, pois isso significaria que seriam mal compreendidas. «Etiamsi revelare destruere est…» A segunda era uma razão filosófica: supunha-se que, em si próprias, essas verdades não eram de um género que o homem comum pudesse compreender e que lhe poderia advir confusão mental e desequilíbrio na conduta se lhe fossem inutilmente comunicadas. A terceira era, por assim dizer, uma razão espiritual: pensava-se que, por serem verdades da vida interior, essas verdades não deviam ser comunicadas, mas sugeridas, e que a sugestão devia ser impressiva, rodeada de secretismo, para que pudesse ser sentida como de valor; de ritual, para que pudesse impressionar e surpreender; de símbolos, para que o candidato fosse forçado a abrir o seu próprio caminho, lutando por interpretar os símbolos, em vez de se julgar cheio de conhecimento se a comunicação tivesse sido feita por ensinamento dogmático ou filosófico.

Não digo que estas três razões se apresentassem claras ou em separado ou em conjunto, embora assim divididas, nos espíritos dos antigos, sacerdotes ou leigos das suas religiões. Mas digo que, quando não por inteligência directa, ao menos por intuição, eles basearam as suas religiões neste esquema divisional.

As religiões dos Antigos, e sobretudo as religiões pagãs da Grécia e Roma, que são as que mais nos interessam, uma vez que os nossos espíritos são seus filhos, estavam divididas em três formas. Havia uma forma social, o culto, que era o do homem como cidadão. Havia uma forma individual, a poesia, que era do homem como não-cidadão; cumprido o culto devidamente, ele podia interpretar para si os deuses como entendesse e elaborar as suas lendas como lhe parecesse mais adequado. E havia uma forma secreta, a iniciação, que participava em segredo das características de ambas: era individual porque, mesmo quando a iniciação era colectiva como nos grandes Mistérios pagãos, era sempre o indivíduo o iniciado e não o grupo; era social, porque a iniciação era comunicada em ritual e o ritual é social.

O que com os Cristãos raramente está associado ou fundido com a poesia como acontecia com os pagãos. (Não compreenderemos a Idade Média até que compreendamos que a teologia era a sua poesia, que a ausência de poesia então mais não era que a presença da poesia sob outra forma).

Todas as religiões, porém, estão no mesmo estado que as grandes religiões pagãs. As três formas de religião serão encontradas de uma forma ou de outra em todas. Nas religiões cristas, por exemplo, temos o culto público, quer seja altamente cerimonial como na Igreja Romana, quer pobre até à nudez como nas seitas protestantes extremistas; temos a religião individual significando a reflexão pessoal sobre os dogmas e fórmulas de fé, e isto é teologia onde (com os pagãos), era antes poesia; e temos a vida interior do cristão, que é a sua iniciação, porque nas religiões cristãs a iniciação é considerada como dada por Cristo, só, misticamente, e não por qualquer sacerdote ou hierofante ritualmente ou ceremonialmente. Por outras palavras — cujo sentido mais exacto será compreendido mais tarde — a iniciação pagã encaminhou-se para a Magia, como fazem todas as iniciações rituais, e a iniciação cristã encaminhou-se para o Misticismo, como fazem todas as iniciações meditativas.

Qualquer que seja o número de graus, exteriores ou interiores, na escala de ascensão para a verdade, eles podem ser considerados como três — Neófito, Adepto e Mestre. Na realidade, os graus são dez — quatro para o Neófito, três para o Adepto e três, por assim dizer, para o Mestre. Há realmente também dois intergraus que ficam entre o primeiro e o segundo, e entre o segundo e o terceiro há ordens, estas também não numeradas. Os graus não numerados são graus de noviciado, enquanto os outros são, cada um na sua medida, graus de realização.

Continue lendo »

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Cristianismo, Espiritualidade, Filosofia, Hermetismo, Religião | 2 Comments »

III Simpósio de Hermetismo

Posted by adi em outubro 8, 2012

Como serviço de utilidade pública espiritual e afins (ficou bonitinho, né?), divulgamos no nosso mural o III Simpósio de Hermetismo e Ciências Ocultas.

Achei muito bacana a novidade que o simpósio traz este ano, e também na minha opinião “o diferencial”, é que as inscrições podem ser parceladas em até doze vezes no cartão de crédito. Não, não é brincadeira, é isso mesmo que você leu. Uma ótima notícia pra quem anda com a grana curta e gostaria de participar.

Então vale a pena dar uma conferida na programação e nos temas das palestras, e se interessar, não perca a oportunidade de participar e de quebra conhecer gente nova com afinidades em comum, de fazer novas conexões e amizades, e não menos importante que tudo isso, de compartilhar experiências.

Posted in alquimia, Anarquismo e Política, Arquétipos, Cabala, ciencia, Cinema, Espiritualidade, Hermetismo | 2 Comments »

A diferença entre magia e magia negra

Posted by adi em julho 13, 2011

Muitos acreditam que praticar magia está relacionado a criar efeitos mágicos como fazer chover, enriquecer, parar uma tempestade, ou seja, controlar os elementos da natureza, obter poder e controle até mesmo sobre outras pessoas, entre outras proezas. Por isso os ingênuos e iludidos e também os mal intencionados participam dos muitos grupos de magia espalhados pela net com o único intuito de tais proezas.

Depois da febre que o livro “O Segredo” causou por ter disseminado que tudo é possível de se criar nesse nosso universo material, e de que querer é poder, partindo do pressuposto de que se seguir  determinadas fórmulas e práticas mágicas que eram de conhecimento dos bem sucedidos, sábios e ricos homens do passado, práticas essas que pertenciam à determinadas ordens herméticas e secretas, é indiscutível que muito do interesse na prática da magia atualmente, esteja voltado pra esses interesses materiais citados acima.

Uma das primeiras coisas que se ensina na prática da magia é como criar uma forma pensamento bem definida, associada com a vontade e com o sentimento, porque o quanto mais ela for definida muito maior a probabilidade dela se materializar. E nunca antes as pessoas gastaram tantos neurônios e tempo visualizando a “ferrari” na garagem e uma casa dos sonhos. Continue lendo »

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Hermetismo | 29 Comments »

Ritual Menor do Pentagrama

Posted by adi em março 30, 2010

Pra executarmos um trabalho de magia cabalística, primeiro se faz necessário compreendermos um pouco mais sobre a Árvore da Vida.

Verificamos que há um diagrama atribuindo as 10 Sephiroth à figura de um homem. Acima da cabeça, formando uma coroa está Kether, que representa o espírito divino, e aos pés está Malkuth. Aos ombros direito e esquerdo são atribuídos Gevurah e Gedulah, Marte e Júpiter, Poder e Majestade. Na configuração cabalística, Kether está em correspondência com a Mônada, a dinâmica e essencial individualidade de um homem, o espírito que procura experiência através da encarnação aqui na terra.

É altamente significativo o fato dessa Sephirah ou potência ser colocada acima da cabeça e não dentro do cérebro ou no centro do coração, pois Kether é a luz do espírito que brilha sempre sobre as trevas abaixo. Esta é uma idéia que tem paralelos também em outros sistemas. Na Teosofia por ex. é dito que a “centelha do Divino ofusca o ser visível, que tem a possibilidade de tornar-se unido àquela centelha, pois que o Espírito superior não está no homem, mas acima dele”.

Todo processo místico e mágico tem por objetivo purificar o homem, de modo que a centelha ou Espírito, que normalmente apenas nos ofusca, possa descer para um veículo purificado e consagrado.

Segundo a tradição esotérica, a execução do Ritual Menor do Pentagrama, ou RMP,  tem como objetivo, primeiro, invocar os poderes do Espírito/Centelha como fonte constante de vigilância e orientação, promovendo o contato com as forças divinas tranzendo-as para dentro de si. Segundo, proteção e limpeza, pois ao invocar os poderes divinos e trazê-los para sua esfera mágica, esses poderes eliminam todos os tipos de pensamentos obsedantes e perturbadores. Continue lendo »

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Arquétipos, Cabala, Hermetismo | Etiquetado: | 18 Comments »

Franco-Atirador

Posted by adi em dezembro 17, 2009

Abaixo os links para os posts do antigo blog Franco-Atirador, do Lúcio Manfredi, os arquivos estão divididos em duas partes, como segue:

http://www.4shared.com/file/oEd_xq4a/Franco_Atirador_Malprg_-_1__1_.htm

http://www.4shared.com/file/eaqYHhvZ/Franco_Atirador_Malprg_2__2_.htm

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Amor, Anarquismo e Política, Arquétipos, Arte, Astrologia, Astrologia hermetica, Budismo, Cabala, ciencia, Cinema, Cristianismo, Epistemologia, Filosofia, FRANCO ATIRADOR, Gnosticismo, Hermetismo, Humor, I Ching, Musica, Não-dualidade, Psicologia, Religião, Sufismo, Taoísmo, Uma Palavra de Nossos Patrocinadores, Umbanda, Xamanismo, Zen Budismo | 33 Comments »

A Travessia do Abismo de Daath

Posted by adi em julho 13, 2009

Em Malkuth comeca o trabalho do despertar da centelha e elevação da mesma atraves dos Sephiroth.

Malkuth pode ser comparada ao mito de Persefone (ou Proserpina entre os romanos), onde a historia do mito narra a violação de Persefone por Hades obrigando-a a seu exílio sob a Terra, assim como também o mito dos gnósticos sobre a queda de Sophia.

Segundo Israel Regardie existem dois métodos básicos de consecução espiritual baseados no uso direto da Arvore da Vida: Um eh a meditação e o outro eh o Ritual. O objetivo de seguir esses dois processos, eh atingir o Coração da Arvore, o centro cristico nele mesmo – Tipheret, onde terah a visao e conversação do Sagrado Anjo Guardião. Os dois métodos acima referidos na verdade sao um. Assim trabalhando ele transcende o que ele pensa ser, ascendendo pelos sephiroth.

Esta subida realiza-se pela coluna do meio ou pilar do meio, isto eh, a coluna central da arvore formada por Malkuth, Yesod, Tiphareth, Daath, Kether.

No sistema oriental  isto equivale ao canal Shushuma, por onde eleva-se Kundalini. O Sushuma eh o mais importante dos Nadis e consiste no eixo ou canal central que se situa ao longo da coluna, por onde circula energia neutra. Ele eh conhecido como o sustentador do universo e o “caminho da salvacao”.kundalini

Na tradicao Greco-Romana, o caduceu de Thot eh o simbolo do segredo, tanto quanto a Serpente de Bronze erguida por Moises no Egito.

Segundo Israel Regardie, esse metodo de elevacao da Kundalini, ou de conscientizacao da Essencia, se dah atraves da conciliacao  das energies opostas na Arvore, essa conciliacao se efetua no pilar central, ou pilar do meio/equilibrio, e eh nesse equilibrio onde nasce o Filho em Tiphereth, ou seja, o dialogo com o Sagrado Anjo, o Self. Essa eh a meta e o objetivo de todo praticante de magia ou de todos aqueles que se dedicam ao auto-conhecimento, pois eh o proprio Anjo quem prepara o adepto para a proxima etapa, a travessia do abismo de Daath. Continue lendo »

Posted in A Experiência Mística, alquimia, Arquétipos, Cabala, Cristianismo, Filosofia, Gnosticismo, Hermetismo, Mito, Não-dualidade, Psicologia, Religião | 49 Comments »

De volta à Thelema – Mais sobre o Sol

Posted by luramos em maio 10, 2009

Passando do Velho ao Novo Aeon, por Frater Achad

Como deveis saber, entramos em Novo Aeon. Uma Verdade mais alta foi dada ao mundo. Esta Verdade está à espera de todos que conscientemente a aceitam; mas tem que ser percebida antes que possa ser compreendida, e dia a dia aqueles que a aceitaram, e estão tentando vivê-la, aprendem mais e mais de sua Beleza e Perfeição.

O novo ensino parece estranho a princípio; e a mente é incapaz de abarcar mais que um pouquinho do que ele em verdade significa. Apenas quando estamos vivendo a Lei, pode aquele pouquinho se expandir na infinita perspectiva do todo.

Eu gostaria de que partilhásseis comigo um pedacinho desta grande Verdade que se tornou clara para mim nesta manhã de sol; eu gostaria de que viésseis comigo – se assim for vossa vontade – um pouquinho só além do Velho Aeon, e contemplásseis por um momento o Novo. Então, se o que vedes vos agrada, talvez fiqueis conosco; ou, talvez, voltareis atrás por algum tempo; mas uma vez a estrada esteja aberta, e o Caminho visível, sempre podereis retornar, num instante, apenas reajustando vossa Visão Interna à Verdade. Continue lendo »

Posted in Hermetismo | Etiquetado: | 3 Comments »

Seja o Imperador Absoluto de Tudo

Posted by luramos em março 25, 2009

 Entre tantas mudanças na minha vida, uma delas é a volta ao Anoitan e finalmente um computador que me permite acentuar as palavras em português  🙂

Eu traduzi este texto do livro chamado ” The Secret Teachings of All Ages” de Manly P. Hall.

É uma transcrição livre de “A Visão”, o mais famoso de todos os fragmentos herméticos, segundo o autor.

http://www.myplick.com/view/5HD0Fi1khYp – aumente o volume no site,se necessário. Numa egotrip, gravei na minha voz! Depois clique na seta à esquerda do navegador para voltar ao Anoitan.

Dá pra ouvir e imaginar e se conseguir, ficar nu, o único caminho para unir-se a Deus, segundo Hermes aprendeu de Poimandres…

hermesnu

E que cada um de nós permaneça no caminho de sua Glória.

Posted in A Experiência Mística, Hermetismo | Etiquetado: , | 65 Comments »

Newton e Hermetismo

Posted by luramos em fevereiro 25, 2009

Para distrair e aprender, jah que estou pessoalmente numa grande transicao e num vazio criativo de dar doh. Em ingles, porque em portugues nao acho nada interessante. Quem achar por favor me mostre. Continuo pedindo pra quem souber como faz para traduzir videos do youtube,  por favor me ensine. Se algum dos fieis leitores, ou mesmo entre os infieis, quiser escrever um post, manda pra mim, que eu publico, anonimo ou com seus nomes. Voces tem uma preciosidade que pode ser compartilhada que se chama conhecimento. Obrigada a quem deseja, e de fato, compartilha.

http://en.wikipedia.org/wiki/Isaac_Newton%27s_occult_studies

Isso aqui tambem achei muuito legal, no meio de tanto exagero que tenho lido  em materia de misticismo.

picture-12

http://www.youtube.com/watch?v=RJ8TNCYtTV4 -primeira parte de oito, em ingles, soh para jah dispersar quem nao estiver afim de maiores esforcos.

Quando terminar minha mudanca, volto com a corda toda.

Assim seja, assim serah!

Posted in Astrologia hermetica, Hermetismo | Etiquetado: , , , | 48 Comments »

Deixe o Sol brilhar, o principio do ritmo e os ciclos planetarios.

Posted by luramos em fevereiro 11, 2009

No ceu de 14 de fevereiro de 2009, as 7:25 da manha do horario de Greenwich, a Lua estarah na setima casa e Jupiter estarah alinhado com Marte, dando aparentemente inicio a Era de Aquario, conforme cantado nesta musica aqui!

http://www.youtube.com/watch?v=EegRh8Z4H-o

When the moon is in the Seventh House picture-1
And Jupiter aligns with Mars
Then peace will guide the planets
And love will steer the stars

This is the dawning of the Age of Aquarius
The Age of Aquarius
Aquarius! Aquarius!

Harmony and understanding
Sympathy and trust abounding
No more falsehoods or derisions
Golden living dreams of visions
Mystic crystal revelation
And the mind’s true liberation
Aquarius! Aquarius!

O mapa do dia 14 de fevereiro de 2009 as 725 revela uma incrivel concentracao de influencias cosmicas, misturado com as energias de Aquario na casa 12. O expansivo Jupiter e o energetico Marte estao alinhados com o alto proposito do Nodo Norte.  A presenca de Kiron, o curador de feridas, oferece a oportunidade de curar as discordias que nos tem separado hah tanto tempo. Netuno enfatiza os movimentos humanitarios coletivos e a co-criacao de justica social. E a presenca do Sol radiante ilumina todo esse alinhamento.  Mercurio tambem na casa 12, logo depois da cuspide de Capricornio, se alia ao transformador Plutao para comunicar e ancorar a Mudanca em nossas estruturas globais e instituicoes. A Lua em Libra na setima casa enfatiza relacoes harmoniosas. Venus em Aries energiza e dah poder a co-criatividade. E  Saturno,(o grande mestre das tarefas), em oposicao a Urano, (aquele que o desperta inesperadamente), estah sugerindo uma confrontacao que se aproxima, porque a sujeira do insustentavel velho paradigma reluta em abandonar a esperanca do novo. As posicoes de Saturno e Urano em Virgem e Peixes trazem altruismo pratico e inspiraco visionaria para a transicao.

Se voce leu ateh aqui pode dizer que a Era de Aquario jah foi anunciada umas tantas vezes, para alguns ainda nem chegou e que esse alinhamento jah ocorreu outras vezes, entao nao eh nenhuma novidade, para outros esta historia toda eh uma grandississima bobagem.  Mas eh a lei do ritmo que explica os ciclos planetarios. Se voce nao acredita em astrologia, pense que isto tudo eh uma descricao do movimento dos planetas, da unica perspectiva que podemos ter, que eh a humana. No universo que vivemos existe ritmo. Tambem chamado de compensacao:

“Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o Ritmo é a compensação”- O Caibalion

PARA FINALIZAR OU PARA INICIAR:

I. O Princípio de Mentalismo; II. O Princípio de Correspondência; III. O Princípio de Vibração; IV. O Princípio de Polaridade; V. O Princípio de Ritmo; VI. O Princípio de Causa e Efeito e VII . O Princípio de Gênero.

O UNIVERSO EH MENTAL,  a transformacao acontece na sua mente; O QUE ESTAH EM CIMA EH O QUE ESTAH EMBAIXO, as posicoes dos planetas podem influir no seu estado mental; TUDO VIBRA, e isto pode ser explicado pelas vibracoes entre as grandes quantidades de materia -e vazio- destes planetas e da nossa estrutura molecular; TUDO TEM SEU OPOSTO, e a conjuncao dos opostos, planetas  ou mente, sao a integracao do todo; O RITMO EH A COMPENSACAO, este eh o momento da transformacao, jah vivemos e reviveremos seu contra-fluxo, entao a hora eh essa; TODA CAUSA TEM SEU EFEITO, TODO EFEITO TEM SUA CAUSA, hah um motivo para realizarmos nossa ampliacao de consciencia, e ele pode nao ser conhecido, assim como tambem haverah consequencia; O GENERO ESTAH EM TUDO, a comunhao do masculino e do femino permite a criacao, a vida, a morte, a regeneracao e finalmente, A EXPERIENCIA DE SER HUMANO.

Mas, de novo, se isso tudo parece uma grande bobagem para voce , apenas deixe o brilho do Sol entrar no seu coracao, ou deixe o brilho do Sol de dentro de voce, brilhar. Let the sunshine in. Let the Sun shine in.

Para saber mais sobre eras astrologicas (na wikipedia em ingles estah legal, mas em portugues estah bem ruinzinho) http://www.projetovega.com.br/materias/astrologia/aquario.htm

Obrigada a Fy que me alertou sobre este dia magico.

Posted in Astrologia hermetica, Hermetismo, Musica | Etiquetado: , , , , | 5 Comments »