Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Música para os nossos ouvidos

Posted by Sem em dezembro 24, 2011

 

 

 

  

  

 

 

 

Divido com os leitores do blog meu último grande achado desse ano. O compositor e músico português Rodrigo Leão, um dos fundadores do grupo Madredeus, aqui no Brasil bastante conhecido, mas, o que eu não conhecia, era a carreira solo deste que hoje já representa pra mim o maior compositor de música contemporânea que temos, e olha que ele divide mundo com Philip Glass e Cia…

 

 

Deixo aqui quatro músicas que vão escondidas nos naipes do baralho de Tarô, logo ali em cima, numa brincadeira com a totalidade dos elementos, que querem evocar a fecundidade tão eclética deste músico, mas que são em verdade apenas apêndices, e sofrivelmente escolhidas a muito custo só estas. Tantas outras músicas lindas ficaram de fora, como “O Fio da Vida” do seu último trabalho “A Montanha Màgica”; e mais antigas, como “À Espera de Sofia” e “Voltar” do disco “O Mundo”; e “A Estrada” do disco “Cinema”; e pra mim a melhor, “Just One Day”, reedição da que preferi trazer aqui, “Sleepless Heart”, a do naipe espadas…

 

 

Não há muito mais o que se dizer em 2011, talvez, apenas…

 

Feliz Natal e 2012 com direito a “Happiness”

(veja/escute em ouros/pentáculos)

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: