Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

WikiLeaks

Posted by Sem em dezembro 16, 2010

Ou de como o segredo era a alma do negócio…

 

 

 

 

 

“O WikiLeaks não é um site, mas uma possibilidade da era digital que se materializou num site. Outros virão. O vazamento indiscriminado vai continuar.”

Eugênio Bucci

 


Eugênio Bucci, professor da ECA-USP, escreveu hoje um interessante artigo no Estadão a respeito da WikiLeaks e as reações que o site – que Julian Assange ostensivamente representa –  tem provocado; especialmente nas mentes totalitárias e que, estando no poder ou não, ainda pensam o mundo pós-internet em termos de controlar sem serem controlados, vigiar sem serem vigiados…

O que isso tem a ver com magia? Tudo, se magia for o poder de transformar a realidade conforme os nossos desejos.

Aqui para ir ao artigo na íntegra.

 

 

Anúncios

11 Respostas to “WikiLeaks”

  1. Elielson said

    Sempre tive duvida em relação ao acervo da internet.
    Apesar da utilidade informativa, que aumenta a sensação de liberdade ao passo do acumulo de conhecimento, não tenho a impressão de que o que é publicado contenha a libertação derradeira, aquela que liberta mesmo a contragosto do encarcerado. Por maior que seja o escandalo, a tendência a normalização dá o suporte necessário pros oligopólios continuarem ilesos gozando de seus confortos, acontecendo exposições na medida em que o perdão encoraja o pecador(como diz alguém). A revolta do público tende a identidade e consequentemente a permissão de que aquele que é superior, tendo um comportamento inferior, receba a compaixão caracteristica daqueles que não recebem compaixão, e talvez seja esse amor humano, apelando ao sagrado valor da vida que possibilite a vida profana daquele que dominando o povo através da carência fraternal, dá ao dominado a oportunidade de fermentar a ideologia de uma fraternidade, que será aplicada em prol de um principe 2.0 que sabe que deixando o povo pensar na utopia que ele bloqueia, ele será o unico beneficiário. Vivendo do sentimento que o povo não tem oportunidade para praticar no dia-a-dia entupido pelos editais que abastecem a vizinhança com intrigas enquanto encapsulam a diretriz, com armas, pois o sentimento não é reciproco nunca nesse caso.
    É dificil um espaço que queira destrinchar verdades sem pender para um comunismo e afins. O teatro precisa de perseguidos também, não que nesse caso o perseguido seja igual aos perseguidos habituais, já que normalmente o governo precisa do bandido e o bandido precisa do governo, caso contrário as leis da natureza seriam o que são, natureza oras. O perseguido nesse caso representa e estimula o Espirito subversivo, e mesmo sendo apontado como um extremo uso da informação em prol das pessoas, não, isso não é, mas faz lembrar que a credibilidade ainda é alvo pra pretensão se materializar. Nada que dê medo, só assusta no que faz musicas de metal pesado ganharem sentido.

  2. adi said

    Bacana que o Assange já foi libertado, parece que armaram pra ele direitinho…

    É bom saber que o estado/governo não tem total controle, que também pode ser invadido e espionado, por outro lado eu concordo com o Elielson, parece que ninguém liga pra mais nada e a tendência é sempre pra normalização.

    bjs

  3. Elielson said

    🙂

  4. adi said

    É triste dizer, mas é um fato, somos os otários ideais… 😦

  5. Sem said

    Pessoal,

    Elielson, que boa essa lembrança do Tropa de Elite… e eu não conhecia esse clip do Gabriel O Pensador.

    Pois bem, sabem, meus amigos, eu não estou interessada em verdade, não acredito que exista alguma verdade por trás dos escândalos dos bastidores do poder e das denúncias feitas pelo WikiLeaks, ou pelo menos nada que valha a pena ser buscado ou que coloque um lado como “bandido” e o outro como “mocinho” da história… não há ÉTICA nesse jogo, são apenas jogos de poder em curso, nada mais do que isso, seria realmente muita ingenuidade de nossa parte acreditar que essa “guerra” está sendo travada pela “limpeza” do mundo…

    O que eu quis trazer com o post foi o alerta do Eugênio Bucci para essa revolução de costumes, chegando atualmente em meios até ontem blindados, que o bacana de se ver em curso são essas novas formas de relações sociais se estabelecendo e que, isso sim, alteram, ou vão alterar, aos poucos, o poder constituído, da forma como ele foi e ainda hoje é grandemente dessa maneira constituído…

    Isso afeta – ou afetará – até os nossos conceitos de magia… pois ela – a magia – sempre esteve envolvida em sigilos, afinal, a alma do negócio sempre foi o segredo… poder e segredo parecem mesmo colados um ao outro, mas isso será fato? como será que essa nova maneira de estar no mundo vai afetar até o modo como pensamos o ocultismo? seriam esses os últimos segredos a cair? ou o mundo espiritual não se deixará afetar jamais, será?

  6. adi said

    ” Isso afeta – ou afetará – até os nossos conceitos de magia… pois ela – a magia – sempre esteve envolvida em sigilos, afinal, a alma do negócio sempre foi o segredo… poder e segredo parecem mesmo colados um ao outro, mas isso será fato? como será que essa nova maneira de estar no mundo vai afetar até o modo como pensamos o ocultismo? seriam esses os últimos segredos a cair? ou o mundo espiritual não se deixará afetar jamais, será? ”

    Sem,

    Falando em segredo, eu estava lendo Jung sobre esse assunto mesmo na espiritualidade, ou na Alquimia, quando era tudo velado e simbólico. Mas o “segredo” na espiritualidade tem o seu motivo, dizem pra não se jogar pérolas aos porcos, no sentido de que ainda o mistério tem um certo poder de atuar naquele que o descobre.
    Foi esse mesmo poder que atuou hoje em você quando se revelou através da Cabala o significado do número 695, tanto tempo você buscava saber, e se tempos atrás qualquer outra pessoa te falasse isso que você leu, talvez não surtisse esse mesmo efeito, porque como você nos disse, você estava cética. Tem o momento certo, o da nossa própria busca, que é quando estamos prontos pra “receber” aquela informação, então ela é transformadora, vivificadora e essa é a magia da vida.

    Alguns dizem que na era de aquário seria a época de tudo ser revelado, acho que pelo motivo de hoje em dia muitas pessoas já estarem prontas para o novo, ou renovação do velho. A internet é maravilhosa nesse sentido, temos o mundo de informação em nossas mãos, podemos praticamente tudo aqui na rede. Veja só, estou aqui na Rússia me comunicando com vocês agora, não tem que esperar, nem enviar carta, e isso é maravilhoso.

    Sabe, eu fico pensando nessa tal de sincronicidade e como aquilo que você realmente precisa te chega no momento exato quando se está seguindo a verdadeira “vontade”, aquela do Ser interior em cada um. E é lindo isso, tudo flui, tudo acontece do jeito que tem que ser…

    Ai, ai, eu acho que estou apaixonada pela vida novamente… a magia é justo encontrar o significado da vida, da sua vida… e a espiritualidade traz isso, nos traz o “significado”, e faz toda a diferença viver assim.

    bjs

  7. Sem said

    Minha querida Adi, palavras sábias… todas elas, até as vírgulas são como se tivessem mil anos, 2, 3, não sei qtos mil anos de experiência, de uma vida significativa. Eu tb acho que a única vida que vale viver é essa, com “significado”.

    Bjão

  8. adi said

    Sem,

    ” O que eu quis trazer com o post foi o alerta do Eugênio Bucci para essa revolução de costumes, chegando atualmente em meios até ontem blindados, que o bacana de se ver em curso são essas novas formas de relações sociais se estabelecendo e que, isso sim, alteram, ou vão alterar, aos poucos, o poder constituído, da forma como ele foi e ainda hoje é grandemente dessa maneira constituído… ”

    Interessante isso também, sobre a revolução de costumes. Eu li a matéria do Eugênio Bucci, e de fato, “nós estamos sendo vigiados” praticamente o tempo todo. Por outro lado, veja como o esse sistema de controle, ou espionagem, ou voyeurismo, está muito bem enraizado dentro das pessoas. Quantos não adoram assistir ao BBB, quantos não adoram comprar revistas sobre a vida das celebridades?? é um tipo de espionagem também. E se há aquele que espiona, há de outro lado aquele que adora se “mostrar”, o exibicionista.

    E voltando sobre nossa época, onde tudo é mais aberto, os segredos não tão segredos, enfim, acho que essa espionagem, onde nos parece que o outro pode descobrir nosso segredo, ou ver nossa alma, meio que estamos no tempo, e digo agora como “coletividade”, de espiar um pouco nossa própria sombra, meio que não dá mais pra continuar levando uma vida fingida ou mentirosa, do tipo colocar a sujeira embaixo do tapete e acusar o outro, pois hoje em dia é muito mais fácil descobrir “segredos” e ninguém consegue enganar mais por tanto tempo. As coisas são reveladas, e em vários aspectos, pra nós mesmos e como coletividade também.

    bjs

  9. adi said

    “Minha querida Adi, palavras sábias… todas elas, até as vírgulas são como se tivessem mil anos, 2, 3, não sei qtos mil anos de experiência, de uma vida significativa. Eu tb acho que a única vida que vale viver é essa, com “significado”.”

    Quase postamos no mesmo momento, rsrs. Você é muito gentil como sempre, obrigada pela companhia de jornada de descobertas, sem dúvida estamos numa mesma rede de sincronicidades…

    bjão

  10. TODO O EXCESSO DE INFORMAÇÃO

    DIMINUI A CAPACIDADE DE ATENÇÃO

    E DEIXA A ESCOLHA PARA A INCONCIÊNCIA…

    Lembremos que o excesso de informação diminui a capacidade de atenção e de retenção da memória no processamento de informações.

    No déficit de atenção em que as pessoas vivem toda a informação passa a ser DESIMPORTANTE E SEM SIGNIFICADO…

    Por isto o WikiLeaks não é um problema assim tão grande para os tais poderosos…

  11. adi said

    Oi Lex,

    “No déficit de atenção em que as pessoas vivem toda a informação passa a ser DESIMPORTANTE E SEM SIGNIFICADO…

    Por isto o WikiLeaks não é um problema assim tão grande para os tais poderosos… ”

    Estou totalmente de acordo com vc. Estamos em época de uma alienação coletiva alarmante, talvez como indicação de uma desconstrução de valores “estagnados e mórbidos” ou falsos valores éticos e morais, vamos aguardar o que virá…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: