Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Koans

Posted by Sem em outubro 9, 2010

.

Voltado para dentro

Um certo fora olha

O que vê?

.

Num limite se termina

No infinito se prolonga

Onde é realidade?

.

Seguindo adiante

Um atrás se volta

Para onde se encaminha?

.

Estacionado o movimento

A mente acelera

Quem é mais veloz?

.

Enquanto um pergunta

Outro a dúvida questiona

Qual é a resposta?

.

Um dia de cada vez

A existência é toda

Quando é ser?

.

Não há saída nem entrada

Não tem cabimento

Que mundo?

.

Anúncios

6 Respostas to “Koans”

  1. adi said

    Oi Sem,

    Bonito poema!!

    Estou numa correria enorme, nem estou com tempo de liqar o computador, verdade!!

    Estamos preparando a pequena mudança que será retirada amanhã, 14/10, além de deixar tudo em ordem com a manutenção da casa… Quando mudei pra cá 2 anos atrás, pensei que seria pra sempre… e será, já que tudo continuará aqui esperando por nós… mas é estranho…

    Nossa!! me lembrei agora, que exatamente dois anos atrás o Anoitan estava começando, foi em Outubro de 2008… só lembrei agora… e que incrível, naquela época eu estava mudando pra essa minha casa, e agora estou mudando de novo…

    Estou meio emocionada!! é, a vida é um contínuo movimento mesmo, nada dura pra sempre…

    Obrigada por estar sempre presente…

    bjs

  2. Sem said

    Adi, minha amiga, eu nem sei o que dizer… a vida é assim, tal como dizem os budistas naquela lei da impermanência… sabemos, mas não conseguimos evitar de querer permanecer nos bons afetos – e o que seria de nós sem eles? só que às vezes matamos o melhor das relações com artificialismos, ao tentar fazer com que durem além do que devem. Boas relações são mesmo aquelas que se transformam com o tempo…

    Sem dúvida, aprender a desapegar-se é uma arte – que eu tenho a impressão vc é mestra…
    Bom, não sei qd vai ler isso, mas faça uma boa viagem e, creia, tudo é sempre para melhor, – a confusão é a gente que faz quando não consegue ler nas entrelinhas de Deus.
    Vá tranquila, e nos mantenha informados…

    Bjos

  3. adi said

    É verdade, minha querida Sem, e digo querida, porque sempre quando te leio sinto uma energia boa, sentimentos sinceros, e é inevitável que isso não me faça sentir próxima, como se já te conhecesse desde muito; você tem razão, tudo é impermanente mesmo… e sabemos disso o tempo todo, mas na hora do enfrentamento, por mais feliz e confiante que você esteja, toda mudança, o desconhecido, ainda nos assusta um pouco… é como caminhar no escuro. Ao mesmo tempo, é bem isso que você falou, se não continuarmos avante, é como um estagnar, sufocar, matar… Tudo tem que se renovar.

    Olha, eu acho que semana que vem estarei com mais tempo disponível. O mais trabalhoso já passou, que é separar as coisas dessa pequena mudança que tem que ser preparada e enviada antes mesmo de nós embarcarmos (têm que passar pela alfândega no Brasil e na Russia, e demora cerca de 2 meses pra chegar), enfim, nosso embarque está previsto para 01/11, mas vai depender do visto de trabalho (carta de liberação, que já foi aprovada semana passada) chegar de Moscou a tempo, pra então irmos ao consulado em SP carimbar os passaportes; como se vê, a coisa é um pouco complicada.

    Mas estou despreocupada, com o coração leve, e será o que tiver que ser no exato momento. Apesar que, continuo achando estranho o fato de que em Outubro/2008 estava mudando, e praticamente dois anos depois estou mudando novamente.

    Obrigada de novo e bjs.

  4. Sem said

    Pode me chamar de querida, que eu gosto… 🙂 e, se for para agradecer, eu tb tenho muito a te agradecer… 🙂

    Pois é, considero a natureza de nossas relações aqui como as de amizade… e exigem tão pouco… mesmo assim, algumas relações virtuais (considero o nosso caso) ocupam mais espaço no nosso imaginário, ou, em outras palavras, são mais significativas do que muitas “presenciais”…
    O que é a realidade afinal? se for algo que a gente inventa…

    Eu ando meio enrolada até o final do ano, não sei se eu terei muito tempo para aqui… às vezes, nem é o tempo, mas por onde anda a nossa cabeça…
    Em todo caso, aqui teremos mais um tempinho de Adi-Brasil ainda… e fico me perguntado como será que a Adi-Rússia… rs
    Mas, como vc disse, na hora de acontecer saberemos…

    Será que vai dar tempo para vc aprontar aquele post sobre sexualidade antes de viajar?

    Bjos

  5. Sem said

    Adi,

    Num limite se termina
    No infinito se prolonga
    Onde é realidade?

    Seguindo adiante
    Um atrás se volta
    Para onde se encaminha?

  6. luramos said

    Sem,

    preciso divulgar o Simpósio de Hermetismo
    http://www.simposiohermetismo.com.br

    acho que é do interesse de muita gente que lê aqui, quem sabe do seu também!

    você poderia me ajudar? Não quis pedir pra Adi pois sei que está muito ocupada…

    se você topar me manda email por favor que eu te envio o texto prontinho ok?

    obrigada

    Luiza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: