Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Viagem

Posted by adi em agosto 6, 2010

Eu estava sumida, né? É que estava viajando, cheguei ontem completamente quebrada, principalmente porque no final da viagem fiquei super gripada, e ainda estou me recuperando com muita dificuldade. Fiquei feliz que nesse tempo renderam comentários, alguns que irei responder na medida “da sobra de tempo”, é, porque também estou cheia de afazeres pessoais.

Mas o motivo pelo qual estou aqui falando sobre “viagem”, é que acabo de voltar de Saratov/Russia. Eu e meu marido fomos conhecer a cidade onde iremos morar os próximos 4 anos.

E nesse espaço de tempo, lembrei muito do nosso amigo aqui do Anoitan, o Guto Novo, também conhecido como Timóteo Pinto, entre outros nomes. Ele indicou com entusiasmo o filme STALKER, do cineasta russo Andrei Tarkovisky, o qual já havia assistido, mas não cheguei a escrever uma resenha, pois se trata de um filme muito especial, que exige cuidado no estudo de sua simbologia, e que talvez hoje, tenha um significado pessoal até, devido essa viagem. Já comecei a resenha, e acho que semana que vem o post fica pronto.

A cidade de Saratov é bonita, simpática, leste europeu, só tem um ponto que exige extrema adaptação, no inverno a temperatura chega a menos 30 graus e no verão chega em torno de 40 graus. O Rio Volga fica congelado em sua superfície mais de um metro de espessura no inverno e dá pra caminhar sobre o rio, detalhe, o inverno lá dura seis meses, assim nos disseram.

Mas isso é o que menos me preocupa, simplesmente não me incomoda o fato dessa diferença extrema de temperatura (70 graus), mas eu sei que essa mudança exterior inevitavelmente demanda mudança interior, e mudanças ocorrem devido liberação e integração de vários conteúdos do inconsciente, e isso gerou em mim sentimentos contraditórios, alegria e tristeza misturados, devido as possibilidades do que isso pode desencadear interiormente. E digo interiormente, porque é exatamente onde tudo acontece, em nossa psiquê. Por um lado acho extremamente positivo essa possibilidade de conteúdos do  inconsciente emergirem à consciência, por outro lado, há um certo desconforto em saber que isso de alguma forma gera sofrimento à princípio, enquanto não houver um reconhecimento.

O desafio é esse, temos sempre que enfrentar o desconhecido de nós mesmos, o dragão interior, novamente, e a cada vez diferente…

Anúncios

5 Respostas to “Viagem”

  1. Sem said

    Adi,

    Ki bom, ki bom, ki vc voltou! Claro que sem vc isso aqui fica faltando um pedaço… E generosidade sua, nem tiveram tantos comentários assim…

    O filme do Tartakovsky eu baixei, mas ainda não assisti… no momento ando enrolada tb, com mil compromissos que se adiantam e se impõe, por serem mais urgentes… mas esperar sua resenha será motivo para ver finalmente esse filme. Aliás, talvez eu faça isso nesse final de semana, e assim espero sua resenha pra comentar depois, com toda aquela liberdade que sempre nos demos.

    Quer dizer que de pertinho de mim vc vai para longe? Não conheço a Rússia, mas eu amo a cultura. Talvez porém eu tenha uma visão mais romanceada do que real, mistura de um inigualável Dostoiévski e de um não menos soberbo xadrez (lá estão os melhores jogadores do mundo).

    Adi, é uma maravilha esse tipo de oportunidade que a vida nos oferece. Temos de agarrá-la pelos cabelos e seguir adiante… Eu desejo toda a felicidade do mundo para vc e sua família, que encontrem o que forem buscar lá… E veja que maravilha o tempo que vivemos, continuaremos juntas aqui no blog, graças a Internet… Mas se por acaso e o frio e o sol distante te fizerem triste no inverno russo, aqui será teu verão eterno.

    Bjos!

  2. adi said

    Sem,

    “Ki bom, ki bom, ki vc voltou! Claro que sem vc isso aqui fica faltando um pedaço…”

    Fiquei super feliz pelo carinho, obrigada. Faz um bem ao coração :)… Olha, você também fez muita falta em suas férias.

    ” O filme do Tartakovsky eu baixei, mas ainda não assisti ”

    Que bom que você já tem o filme. Porque o post vai ter muito spoilers, inevitável, já que vai tratar bastante sobre o aspecto simbólico.

    “Quer dizer que de pertinho de mim vc vai para longe? Não conheço a Rússia, mas eu amo a cultura.”

    Pois é, você está pertinho aqui de Campinas. Mas com a maravilha da internet, não existem mais fronteiras, nem distâncias. Engraçado, eu conhecia mais a Russia pelo filme Doutor Jivago, dos autores russos só li Blavatsky e agora mais recentemente Ouspensky. Já que você gosta de xadrez, Saratov é a cidade do enxadrista Evgeny Tomashevsky, parece que ele é famoso. De xadrez não entendo nada, aprendi a jogar com 12 anos, brincava quando tinha oportunidade, mas hoje lembro pouca coisa, mas admiro esse jogo estrategista.

    “Adi, é uma maravilha esse tipo de oportunidade que a vida nos oferece. Temos de agarrá-la pelos cabelos e seguir adiante”

    Eu gosto desses desafios também, alguns familiares dizem: pra quê? vocês não precisam disso. Mas a questão é de “superação”, de seguir adiante mesmo, de sair da comodidade e segurança do conhecido diaadia, e conhecer o novo, o diferente. Dessa vez nossa filha não irá conosco, vai ficar porque está terminando faculdade, já está fazendo estágio, continuará seguindo seu caminho, e nós o nosso; e isso me deu um aperto no coração a princípio, mas é assim que a vida é, e cedo ou tarde temos de seguir cada um seu próprio curso e mistério…

    “Eu desejo toda a felicidade do mundo para vc e sua família, que encontrem o que forem buscar lá”

    Você é uma pessoa rara Juçana nos dias de hoje, e agradeço pela nossa amizade, agradeço pelo blog, que de alguma forma dá um sentimento de não se estar sozinho de todo, há pessoas como nós, que se interessam pelos mesmos assuntos… e com certeza, aqui sempre será um eterno verão pra mim.

    Bjos!

  3. Sem said

    Rara nada, Adi, eu sou uma pessoa bem comum. 🙂

    Falando em amizade, e especificamente em amizade virtual, que é como nos relacionamos aqui, alguns malucos querem crer que isso não existe. Partem da ideia de que tudo o que é abstrato, ou “virtual”, é falso. Mas que grande bobagem, estão completamente equivocados, e ainda por cima fora de sintonia com o tempo que vivemos… Hoje já é comum, e se tornará cada vez mais comum, amizades virtuais, e, diga-se, nada devem às “presenciais”, preenchem de bons afetos a vida das pessoas do mesmo modo. A realidade é que será cada vez mais comum as fronteiras entre o “virtual” e o “real” se misturarem, e muitos relacionamentos que começam no virtual se transformam brevemente em concretos. Não sei das estatísticas, mas a quantidade de gente que anda encontrando inclusive namorado/a, futuros companheiros pela Internet, cresce a cada dia. E parcerias de estudo, de trabalho, tudo isso é amizade… virtual e concreta.

    O prazer de ser sua amiga é meu, pode crer… como não aprender e partilhar da sabedoria de alguém que diz “cedo ou tarde temos de seguir cada um seu próprio curso e mistério…”.

    Hoje já combinamos aqui em casa que vai ter sessão da tarde russa – e eu acho que preciso pedir desculpa por ter errado o nome do diretor, é Tarkovisky e não Tartakovsky como eu tinha dito… Eu sou terrível para fazer confusão com nomes, desculpem… Mas essa troca eu sei de onde se origina, o Tartakovsky é o criador do melhor desenho animado comercial que eu já vi: Samurai Jack. Qd meu filho era pequeno, aguardávamos os dois ansiosamente a cada novo episódio no Cartoon Network. Pena que durou tão pouco, mas cada episódio foi uma pequena obra de arte, da concepção (ideia, diálogos, velocidade), música (incluindo os silêncios), humor, desenho, referências, nunca vi um desenho semelhante… Vê que foi um elogio eu ter confundido os nomes…

  4. Elielson said

    Assisti o Stalker, me surpreendi.

  5. adi said

    Oi Elielson,

    “Assisti o Stalker, me surpreendi.”

    Demorou, mas o post sobre o filme ficou pronto. Que bom que já assistiu, porque o post está cheio de spoilers. 🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: