Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

QUEM TEM MEDO DO LOBO MAU?

Posted by Fy em maio 4, 2009

Quando recebemos algum alerta em relação a Perigo, é muito estranha esta brasileirisse de encarar as medidas de precaução como incitação ao Pânico.
As pessoas reagem como se o assunto fosse um alarmismo ou um aborrecimento qualquer.
– Ou piada…

Mais uma vez um assunto sério é tratado como brincadeira; as medidas práticas e corretas se dissolvem em meio às gargalhadas, os deixa-pra-lá, os não-é-nada-disto; é conspiração, e aí vai….

Ontem à noite assisti Altas Horas: o programa do Sérginho Groisman, que convidou um biólogo pra falar sobre o vírus da gripe suína e conversou ao vivo com uma moça brasileira que reside no México há 10 anos; mãe, profissional e cidadã responsável, sobre as medidas de precaução que estão sendo tomadas por lá.
Vale a pena ver; e ouvir com a devida seriedade, que ao contrário do Pânico, nada mais é que a prevenção do mesmo.

Biólogo Paolo Zanotto fala sobre a gripe suína no Altas Horas:

23 Respostas to “QUEM TEM MEDO DO LOBO MAU?”

  1. fynealhns said

    As medidas de precaução para identificar o mais rapidamente possível os possíveis portadores do novo vírus da gripe suína surgida no México, onde já matou 20 pessoas, e nos EUA, se multiplicam no mundo inteiro.

    A preocupação aumentou desde que a Organização Mundial da Saúde informou, sábado, que a gripe gerou uma situação grave e pode claramente provocar uma pandemia,

    Diversos países da América Latina, como o Brasil, mais próximos do epicentro onde a doença foi detectada, vêm anunciando desde sexta-feira medidas de precaução.

    As autoridades de Saúde de Brasil, Peru, Chile e Costa Rica ativaram planos de vigilância sanitária. No Peru, a vigilância dos turistas provenientes do México e dos EUA foi intensificada, enquanto no Chile o pessoal da área de saúde e a opinião pública foram alertados.

    No Equador, medidas de prevenção e controle foram adotadas nos portos e aeroportos. Na Colômbia, cinco passageiros provenientes do México foram colocados sob observação e as autoridades sanitárias foram convocadas sábado para adotar um plano de prevenção.

    No norte do continente americano, a ministra canadense da Saúde, Leona Aglukkaq, pediu mais vigilância aos canadenses.

    Na Europa, três espanhóis que voltavam do México foram colocados sob vigilância por suspeita de estarem com gripe suína. As autoridades recomendam aos espanhóis prudência antes de ir ao México e sugerem aos que pretendem ir ao México se informar do avanço da epidemia.

    Na Rússia, o primeiro-ministro, Vladimir Putin, assinou domingo uma ordem, criando uma comissão de prevenção contra a propagação da gripe suína no território. Além disso, suspendeu a importação de carne e derivados do México e países vizinhos.

    Na França, onde há duas suspeitas da doença, o ministério da Saúde acionou uma célula de crise, que deve principalmente orientar os franceses que vivem no México. O centro de crise do ministério dos Assuntos Estrangeiros adotou um método para informar o público.

    Na Alemanha, os serviços do ministério alemão da Saúde estão prontos para enfrentar possíveis casos da gripe suína e vão informar a população da dimensão do risco.

    O continente asiático, ainda traumatizado com a Sars de 2003, ativou um alerta este fim de semana e pediu cuidado aos turistas.

    Na China, as autoridades indicaram que estão estudando medidas de inspeção e de quarentena para se precaver diante do risco de pandemia.

    No Japão, as autoridades reforçaram os controles nos aeroportos com os passageiros procedentes do México. Elas distribuíram máscaras e medem a temperatura dos passageiros para identificar eventuais casos de febre.

    Na Nova Zelândia, um grupo de 22 estudantes e 3 professores estão em quarentena depois de terem passado três semanas no México. As autoridades locais pedem às pessoas que apresentarem sintomas de gripe que consultem um médico.

    – OBs: Lavar as mãos muiiiiitas vzs por dia – com paciência e capricho, da mesma forma que os dentistas ou médicos fazem, já ajuda bastante.

    Bjs

  2. adriret said

    Fy,

    Sim, um bom lembrete de que devemos prestar atencao, somente isso por enquanto… pois nao temos que nos alarmar de algo que nem chegou aqui nas nossas queridas terras tupiniquins….

    Ouvi tanto, tanto, tanto, tanto falar em fim do mundo e em 2012, que num gosto dessas coisas naum.

    Nem eh pelo fato da morte, mesmo, mas eh pelo alarmismo e panico infundados, pelo medo e temor espalhado… soh pra gerar confusao…

    Sabe, aquilo meio de “destino”, sei lah, mas penso assim: se cair um meteoro na face da Terra, que podemos fazer pequeninas criaturas a nao ser morrer?, que seja!!!
    Se o campo magnético da Terra estah mudando, ou diminuindo, podendo deixar os raios cósmicos ou solares nos causar danos ou ateh mortes, que podemos fazer???
    Estah alem de nossas capacidades humanas por agora, e o que nos resta eh aceitar o fato.

    Quanto ao virus da gripe, penso que podemos agir de maneira adequada pra nao repetir os mesmos erros do passado…. e ateh acho que como um todo, nesse quesito (o que depende da humanidade) podemos realiza-lo, vide gripe do frango…

    O resto eh chover no molhado, sofrer por algo que soh existe no imaginário coletivo…. …… ….. ….. e eh justamente disso que estamos todos aqui tentando nos livrar. Sair da mente coletiva que nos aflige, causa dor e pânico, pra liberdade existencial…. mesmo que para isso tenhamos que morrer (alegoricamente ou nao) mas aceitar isso, jah eh um grande passo…

    bjs
    adi

  3. fynealhns said

    O resto eh chover no molhado, sofrer por algo que soh existe no imaginário coletivo…. …… ….. ….. e eh justamente disso que estamos todos aqui tentando nos livrar. Sair da mente coletiva que nos aflige, causa dor e pânico, pra liberdade existencial…. mesmo que para isso tenhamos que morrer (alegoricamente ou nao) mas aceitar isso, jah eh um grande passo…

    Nem fale Adi, eu tb não suporto estas previsões alarmantes, – estes 2012 absurdos, etc… Estas coisas são contra producentes e propagam vírus mto mais perigosos, pq promovem a alienação. Se tudo vai acabar…. pra q isto; pra q aquilo?

    Mas acho interessante q o brasileiro se conscientize mais, se interesse mais pelo que acontece a nossa volta e que é real. Acho q tanta beleza e exuberância, ao contrário de entorpecer, deveria ser mais um motivo de incentivo e entusiasmo em direção à realidade. Jamais da acomodação e do deixa pra lá.

    Existe uma postura mais acomodada do que assistir pela tv, pela internet, ler nos jornais, conviver com todas as falcatruas de um governo infrator, debochado, e deixar pra lá; pq, de certa forma isto significa q posso me dar bem tb? E, se alguém não estiver se dando bem… é pq não é esperto? Imagine em relação ao resto do mundo?
    É o perigoso culto da ignorância; que aliena, que forma rebanhos, que separa.

    Impossível não falar da menina de 9 anos excomungada. Impossível não falar do papa-camisinha; inacreditável que a humanidade se permita ou permita q estas coisas aconteçam só porque…. é do lado de lá. Ou, ao lado da minha casa, mas, não é comigo….

    Como seria maravilhoso um movimento em prol de enriquecer a “Mente Coletiva” – e não esta preocupação ou esforço em se proteger dela ! – …Credo, é um fenômeno estranho, este não? – Seria um grande passo, acho q o maior…. – acho triste, mas, vc tem toda a razão.

    Bjs

  4. fynealhns said

    Outra coisa Adi, – fiquei aqui pensando… é a chuva… q não para… – é preciso estabelecer uma diferença entre relativar a dimensão de um problema e, o destrabalho.
    É a velha, tão velha postura da Atitude.

    Vc me fez lembrar uma passagem : – Uma vez, uma dinamarquesa, conhecida nossa, veio conhecer o Br e passou alguns dias conosco em Maresias. Subindo uma estrada para chegar a uma cachoeira, um carinha de lá mesmo, q estava nos ensinando o caminho, encontrou um cacho de banana ainda verde que, por alguma razão caiu da bananeira antes da hora, e começou a arrastar pelo chão, segurando pelo cabo.

    Esta dinamarquesa, q tem a nossa idade, teve um verdadeiro ataque, …correu pra socorrer as bananas. Ela ficou realmente chocada. Não há espaço e nem clima pra se cultivar quase nada em seu país. –

    Como [?] em um país onde o alimento nasce, assim…. na beira da estrada… as pessoas não dão importância pra uma banana: super fonte de sais minerais? – Eu, como sou terrivelmente aquariana, fiquei impressionada – com certeza, p o resto da vida!

    Tanta fome, miséria no meu país. E bananas e o que mais agente quiser, nasce na beira da estrada!

    Bjs

  5. adriret said

    Fy,

    Educacao eh o que falta, sempre faltou. E continua sendo interessante pros governos manter o povo desinformado, alienado, porque eh isso que dah poder aos governos corruptos.
    Mas vc tem razao, nao temos que aceitar as coisas calados, somos gado, mas gado valente. 😀 😀

    Eu fico pensando naquilo que vc escreveu sobre a tal ilha na Dinamarca, alias países nórdicos sao os que mais tem qualidade de vida pra seus habitantes, onde os governos utilizam melhor os recursos do povo em beneficio para o povo. E com certeza o que nos diferencia dessa outra sociedade eh o grau de conscientizacao, educação, escolaridade, valores morais e éticos embutidos nessas egregoras ou mente coletiva.

    Eh um paradoxo, porque nao eh o caso de se proteger da sociedade; nohs estamos nela, somos partes integrantes dessa mente coletiva. Individuar eh justamente perceber alem desse circulo, de fora desse circulo, mesmo estando dentro dele… Nao eh o abandono da sociedade, nem virar as costas, mas uma mente diferente dentro do coletivo pode ter um efeito dominoh.

    Nao somos livres, mas soh o fato de nao reforçarmos essas cadeias com o pensamento, ou com atitudes, jah traz paz pra si-próprio… nao resolve o problema coletivo, mas jah eh alguma coisa….

    bjs
    adi

  6. adriret said

    Eh isso Fy,

    Aqui sempre foi o Pais das maravilhas, tudo em abundância… talvez por isso temos problemas com “atitude”, porque o nosso Brasil nunca foi rigoroso com seu povo.

    Nao temos inverno, nao temos o frio, temos sol o ano inteiro, nao passamos por guerras, …

    Olha essa simbologia, porque nao entendemos como coletivo o significado de guardar, de cuidar, preservar… tudo confirma que crescemos e aprendemos com as dificuldades ou quando doi no bolso mesmo, infelizmente…

    Na Alemanha nao ha desperdícios, porque lah eh tudo caro: agua, aquecimento, comida, carne vermelha entao caríssima, frutas tropicais também, verduras no inverno impensavel, se consome menos mas com qualidade, esse eh o lema do alemão e deve ser do europeu de um modo geral, e por causa do inverno rigoroso, tudo eh bem caro, alem de ser uma cultura bem mais antiga que a nossa (somos um País jovem), acredito que por isso eles estao hoje bem mais preocupados que nohs em preservação e meio ambiente.

    Mas um dia chegamos lah…

    bjs
    adi

  7. Renato said

    Mas e a dengue? Aqui no Brasil ela mata, por ano, muito mais do que a gripe suína!!!!

  8. adriret said

    Renato,

    Ueh!!! que eu saiba ainda não foi confirmado nenhum caso de gripe suína aqui no Brasil, muito menos óbito.

  9. fynealhns said

    Renato,

    Excelente lembrança. A dengue foi – e ainda é – uma catástrofe.

    O descaso em relação à dengue, é tremendamente maior do que alguém possa imaginar. Minha mãe que é médica, e que trabalhou como voluntária pq a escassez de médicos no litoral é assustadora em decorrência do estado dos estabelecimentos da Saúde, acabou sendo picada. E é horrível.
    O comportamento da população e dos órgãos públicos é alarmante. Ninguém tá nem aí. É a questão da Educação, como disse a Adi.

    Mas aí é que está Renato, ninguém deveria morrer de dengue. Morre pq não há a devida prevenção, o devido tratamento e, a maioria dos casos de óbito é a reincidência:: pessoas q foram picadas várias vzs ou, já tinham alguma complicação de saúde anterior.
    Vou dar um exemplo; – o ano passado houve aqui, uma campanha visando a orientação em relação à sífiles.

    Lá fui eu, de voluntária tb. Então … acreditem, que as mulheres, jovens, que já foram operadas para não terem mais bebês, – esqueci o nome da cirurgia – abdicaram da camisinha pq acham q estão imunes a qq contágio.

    Qdo vc pergunta se usam, pra previnir HIV ou Sífiles, q quase ninguém sabe o q é – elas respondem q já foram… “operadas”. – E todas tem televisão e assistem todas as novelas. E, eu estou em SP, imagine pelo Br a fora!… e pelo mundo…. “sem comentários…”

    Adi, me parece que no Br há – 28 – casos suspeitos: ‎ – Como todas as notícias são confusas, não se sabe em q acreditar.

    Bjs

  10. adi said

    Exato Fy,

    28 casos suspeitos, mas por enquanto nenhum confirmado.

    Eh que entendi que foi algum tipo de pegadinha do Renato.

    bjs
    adi

  11. adi said

    Fy,

    Infelizmente mesmo, eh de doer a falta de informação em nosso Br, e interessante, como vc citou, que todo mundo tem tv, assiste novelas, mas nao se importam em se cuidar.

    Eh um problema cultural, onde se percebe que a maioria gosta de estar alienado, e ter o governo e as igrejas pra resolver seus problemas.

    Como vc disse: Seria realmente maravilhoso um movimento pra enriquecer a “mente coletiva”.

    bjs
    adi

  12. Elielson said

    Oi 🙂

    Eu não sei o que é real quando se trata do que é apresentado…

    Os eventos desta era estão sendo regulados., disto não tenham duvidas, são manobras de administração de mentes, é ridiculo este discurso, mas eu já tive a oportunidade de ver de perto o que é imprensa, impressão, imprensar, sem distinção.
    A única coisa que constato de vez em quando é que subestimam o homem, e só quando o ser humano é subestimado é que aparecem frestas nas quais não há controle corporativo.

    Fusão à Frio

    Engenheiros do Hawaii
    Composição: humberto gessinger/paulinho galvão

    ninguém sabe como serão os filhos desse casamento
    indústria da informação + indústria do entretenimento

    promessas de fusão à frio, desvio de comportamento
    indústria da informação + indústria do entretenimento

    ninguém sabe como serão os filhos desse casamento
    indústria da informação + indústria do entretenimento

    promesas de fusão à frio, diversão e conhecimento
    a única escolha que temos é a forma de pagamento

    em doses homeopáticas, em escala industrial
    tudo acaba em samba, é sempre carnaval
    tudo acaba em sombras, é sempre vendaval
    em doses homeopáticas, em escala industrial
    tudo acaba em samba, é sempre carnaval

    tudo acaba em samba, é sempre carnaval
    tudo acaba em sombras, é sempre vendaval
    em doses homeopáticas, em escala industrial

  13. fynealhns said

    Aê, Elielson,

    Eu já tava com saudades!

    Bjs

  14. Renato said

    Pegadinha nada…mas que parece piada, isso sim parece!

  15. fynealhns said

    Piada é esta:

    O índice alarmante de sífiles só foi “percebido” com a crescente quantidade de natimortos.

    Idade das parturientes: entre 13 e 17 anos.

    Bjs

  16. fynealhns said

    Ah, esqueci: SAMPA.

  17. Bob said

    Neste link, que me parece bastante sério, há o acompanhamento através de vários tipos de mapas, com análises e descrições detalhadas, sobre esta questão da gripe, ao redor do mundo.

    Tracking the progress of H1N1 swine flu
    http://flutracker.rhizalabs.com/

    Abs

  18. Renato said

    Sim este é o mundo em que vivemos…o que me faz logo pensar na relação ser/estar…

    Quem somos nós para estarmos vivendo nesse lugar?

  19. Elielson said

    Boa Renato.

    Invertendo tbm fica bom…

    Onde estamos para sermos?

    As vezes a premissa atrapalha um pouco.

    Acho que o bom mesmo é buscar um tipo de dignidade no daqui pra frente, esquecer essa coisa de queda, e pensar mais em ascenção, mas se simplesmente optarmos por não duvidar tbm seria bagunçar com a realidade e até mesmo com a irrealidade que é estar presente nesse barato muito louco.

    Então se há algum motivo, que seja o Amor.
    E o pq do Amor?… ahhhhh… este só amando e sendo amado mesmo pra saber.

  20. fynealhns said

    E o pq do Amor?… ahhhhh… este só amando e sendo amado mesmo pra saber.

    Ah…..
    Tô entendendo….

    Plante árvores, faça musica, …todo apaixonado é um herói!

    Pois é, o amor toca tanto o ser-humano; – faz agente “estar no ser” – e “ser no estar”: como será q se pode esquecer o “onde”?

    Bjs

  21. pete said

    Muito legal a idéia de colocar a fábula dos 3 porquinhos.

    É a ídéia teria que ser esta Prevenir pra não ter que Remediar.

    Abraços

  22. Bob said

    Estão surgindo indícios de que a gripe suína teve origem em gigantescas fazendas industriais de criação de suínos

    Ninguém sabe ainda se a gripe suína vai se tornar uma pandemia mundial, mas está ficando cada vez mais claro de onde ela veio: muito provavelmente de uma gigantesca fazenda industrial de criação de suínos mantida por uma corporação multinacional americana em Veracruz, México.

    Essas fazendas industriais são repulsivas e perigosas e se multiplicam rapidamente. Milhares de porcos são brutalmente comprimidos para dentro de celeiros imundos e recebem um jato com um coquetel de drogas, pondo em risco sanitário mais do que simplesmente nossa alimentação. Esses animais e suas lagoas de estrume criam as condições ideais para gerar novos e perigosos vírus como o da gripe suína. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) precisam investigar e criar mecanismos de controle para essas fazendas a fim de proteger a saúde do mundo.

    Há inúmeros estudos sobre as condições atrozes em que vivem os porcos nesses ambientes de produção concentrada e de grande escala, e sobre o devastador impacto econômico da produção excessiva e de grande escala sobre as comunidades de pequenos agricultores.

    A própria Smithfield Corporation, maior produtor de suínos do mundo, cuja fazenda está sendo apontada como fonte do surto do vírus H1N1 já foi multada em $12,6 milhões e atualmente é alvo de uma investigação do governo americano devido a danos tóxicos causados por lagos de excrementos de porcos ao meio ambiente.

    Porém, mesmo com todos esses indícios de danos, a combinação do aumento do consumo mundial de carne e de uma indústria poderosa motivada pelo lucro às custas da saúde humana significa que em vez de serem encerradas, as operações nocivas dessas fazendas industriais estão se multiplicando em todo o mundo, subsidiadas por nós mesmos. No rastro dessa ameaça da gripe suína, vamos fazer com que os produtores industriais de suínos assumam sua responsabilidade. Inclua seu nome no abaixo-assinado para pedir investigação e controle:

    Pode-se participar de um abaixo-assinado, através da AVAAZ.ORG, pedindo que a Organização Mundial da Saúde e a Organização para a Agricultura e Alimentação investiguem e controlem essas ameaças a nossa saúde:

    http://www.avaaz.org/po/swine_flu_pandemic

  23. fynealhns said

    Pete e Renato,

    Sejam bem-vindos.

    Bob,

    Obrigado pela participação. Excelentes informações,

    Bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: