Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Como pessoas comuns tornam-se monstros ou herois, ou o quarto principio hermetico

Posted by luramos em fevereiro 7, 2009

anglesbats2

Principio da Polaridade
” Tudo é duplo; tudo tem dois pólos; tudo tem seu par de opostos; o semelhante e o dessemelhante são uma só coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados.”
– O Caibalion –

“Bem e o mal sao o yin e o yang da condicao humana”. Zimbardo   (o cientista do video).

Saber , ter consciencia de que todos os humanos carregam esta condicao dentro de si mesmos, aumenta nossa compreensao. Estar consciente das condicoes que fazem aparecer o bem ou o mal dentro de cada um de nohs eh o primeiro passo para se ter controle sobre elas. 

 O video contem imagens de violencia, que me incomodam passar pra frente, mas pago o preco. Estah legendado em  portugues soh ateh a metade, o resto legendado em ingles, nao sei porque. Mas se voce quiser mesmo assim assistir, ensina muito.

http://dotsub.com/view/0e94c9d8-9d94-4685-9c97-36404210ada0

Anúncios

14 Respostas to “Como pessoas comuns tornam-se monstros ou herois, ou o quarto principio hermetico”

  1. uma_das_sete_faces_do_dr.lao said

    “Bem e o mal sao o yin e o yang da condicao humana”. Zimbardo (o cientista do video).

    o bem não centrado é desequilíbrio de PO.
    o mal não centrado é desiquilíbrio de HUM.

    Hum persiste no topo, forma o que você compreende como mente.
    Po mora na base, forma o que você compreende (mas não sente) como corpo.

    A virtude não é bondade.
    A bondade, assim como a maldade, só surgem após a separação do céu e da terra.

    O céu é onde habita o HUM.
    A terra é onde habita o PO.

    Separar o céu da terra é separar o HUM do PO.
    Separar o céu da terra é separar o SHEN do JING.
    Separar o céu da terra é separar a MENTE do CORPO.

    Separar o céu da terra é SACRIFICAR o coração.
    Se sacrificar o coração, a compaixão, é a base do ensinamento cristão,
    como pode o cristianismo se alinhar com o princípio do taoísmo filosófico?

    Separar o céu da terra é separar o SER HUMANO, que torna-se MENTE, da NATUREZA, o grande corpo a ser DOMADO, qual OBJETO, pois para a razão que nega seu LIMITE LÓGICO, tudo é passível de CONTROLE, mesmo que via DESTRUIÇÃO, o poder da NEGAÇÃO de blocos de informações que recebemos e criamos ao mesmo tempo nesse OCEANO de CONSCIÊNCIA FÊMEA.

    Sim! 😀 consciência é FÊMEA, pois, desculpem os neo-platônicos, a alquimia fixa-se no conceito de GÊNEROS e OPOSTOS que se complementam gerando ALGO MAIS.

    A GRANDE OBRA?
    porra! ninguém além do F.A.lecido lê o fulcaneli acá?
    ninguém leu o TAOIST YOGA (alguem me prometeu, num deu, mas já tinha aqui! 😀 😀 :D)

    a GRANDE OBRA é criar um CAMPO ELETROMAGNÉTICO PERMANENTE em redor do corpo do cabra alquimista. Esse corpo extra é o q permite ao morrer sair pelo topo da cabeça, a COROA, o BAIHUI. Quem num se alquimiza ou sai pelo períneo (PO -fantasma faminto, espírito obsessor pros dualistas racistas) ou pela boca (HUM -espírito viajante, os espíritos de luz que usam medo pra gerar jing nos canalizadores e assim se equilibrarem no esquema de SHEN/JING, sério, por isso q falar com espírito é coisa de mané, saca? Melhor que doar SHEN e JING pra defunto pela metade é usá-lo para o auto-mapeamento do auto-conhecimento do auto-desenvolvimento do auto-amor rumo ao retorno à fonte, unindo-se com sua primeira emanação, ou não.)

    O universo é impessoal aos anseios culturais humanos.
    O universo flui pra onde quer, e quem quer vai com ele, quem não quer tenta explicar tudo q ficou a partir de seus próprios bloqueios, ou seja, usa-se tudo externo a noção de si como OBJETOS CONTROLÁVEIS rumo a CATARSES, cada vez mais e mais momentâneas, pois ruído vicia, harmonia, pode machucar culturas, mas liberta centelhas ONÍRICAS.

    Separar ou UNIR MENTE e CORPO?

    Quem quer separar pode beijar o ray kurtzwell.

    Quem quer unir basta, como diz o santo MACONHEIRO da ÍNDIA, Ganesh Baba, sentar-se com COLUNA ERETA, no mínimo.

    Respirar inverso.

    Energizar o Vagus do colon ao cérebro e assim tocar a música das esferas, onde só o indivíduo pode ouvir, na mente e no corpo, AO MESMO TEMPO.

    O Yang não é BEM.
    O Ying não é MAL.

    Só o CÃO DE PALHA acha que luz, energia eletromagnética, é BEM e que a matéria, energia eletroquímica, é MAL.

    O TAO é SEMPRE impessoal.

    Quer o TAO pessoal?

    Aprenda a nadar com a correnteza do além do tempo, o WUJI, no FLUÍDO do TAIJI, ou não, pois impessoal, o TAO será com os que querem se FIXAR.

    depois acham que religião é tudo igual e ficam naquele esforço elástico de descaracterizar um tico duma aqui e doutra ali na busca da religião universal, ao menos na competição com a teoria unificadora dos físicos. 😀 😀

    Enquanto isso a impermanência se fixa! 😉

    um lembrete camarada:
    fluídos alcalinos passam mais ultra som.
    fluídos ácidos passam menos ultra som.
    uma alimentação saudável é 80% alcalina. 20% ácida.
    meus 20% de acidez pego consumindo fumaça no pulmão.
    o resto via frutas e mato verde.

    Quando a mente muda, a fisiologia muda.

    Os chineses alquimistas sabiam que mudar a mente e o corpo ao mesmo tempo acelerava, mas de modo harmonico, não pra quem vê de fora, mas pra quem pratica o processo, afinal, o universo não é voywer, gente racional é.

    em tempos difíceis, pode ser interessante largar mão do, CONTAMINADO com PLATONISMO, kabailon, e ir, RADICALMENTE, de volta à fonte:
    http://www.alchemylab.com/phoenician_tablet.htm

    ou não, pois sempre há os inseguros que acham que todo mundo quer impor algo. ui! esses humanistas, todos fascistas no coração! 😀 😀 😀 😀

    Yang (BEM), YING (mal)? Só na mente de um DOUTOR CHIMPANZÉ!

    Ah! podia haver mais doutores BONOBOS, ou mesmo orangotangos e gorilas, não mãe éris? Pensa ai!

    yang e ying é bem e mal só para quem vê SISTEMA BINÁRIO no iching. O iching segue o mesmo principio da GEOMETRIA SAGRADA INDIANA (favor ler against archytas de Drew Hempel aqui).

    Vitória a todos (inclusive o silvio santos e os que não zoaram a vida lá fora do cyberparaíso aqui! 😀 😀 😀 😀 pesadelo civilizatório burgues: o homem cômodo, num monitor, pertinho de você! 😀 😀 :D).

    q LUA ontem para meditar! q LUA! me sugou a ALMA (SHEN/eletromagnetismo) aos montes! To fazendo amizade com a menina! 😀 😀 😀 Vai q ela me deixa um dia IR ALÉM DO SOL outra vez! 🙂

    mente sobre o corpo é IMPOSIÇÃO UNILATERAL e SIMÉTRICA.
    mente JUNTO AO CORPO é HARMONIA ASSIMÉTRICA (com sonho negentrópico)

    Mas quem tem jesus e jung é como darth vader, só dá valor ao corpo quando perder, dai vai ser tarde, ou não, vai q reencarna os CINCO espíritos dos CINCO orgãos GOVERNANTES num mesmo corpo. Segundo os espíritas é só assim q se reencarna. Segundo taoístas e budistas não.

    Mas as francesas tem suvaco mais peludo q o dalai lama. vai saber. 😉

    😀 😀 😀 😀

  2. Elielson said

    Abrindo ao máximo o leque, aos extremos, ainda assim há um bem que eu não posso alcançar e um mal que eu não posso tolerar.
    A opinião do individuo é má, ao passo que a opinião do individuo prevalece. A opinião do individuo é boa conforme desfalece… parece até que não temos a liberdade por não sabermos lidar com ela.
    Daí que seria facil delegar o poder a outro, pois assim os santos visiveis indicariam nossa possibilidade de flerte com o outro lado, santo que é diabo quando se diz santo, mesmo assim instituido de poder para apontar o outro lado. Um egoismo que possivelmente seja para que os prazeres se tornem cada vez mais individuais… seria o ser humano a natureza sadica incorrigivel, do tipo que estuda a cura pra poder foder com mais força?
    Há uma linha onde o meu bem e meu mal oscilam entre os extremos exemplificados nas informações que me chegam…, quando minha linha alcança os extremos do mal eu fico confuso se essa linha dilata ou anda um passo para o abismo, o mesmo acontece quando eu vejo um bem altamente ativo, é como se eu estivesse parado, vendo os outros empurrando essa linha para um lado virtuoso, e fico esperando essa linha ser empurrada para só então poder andar, e por ser cuzão mesmo eu não vou lá dar uma forçada na engrenagem. Tipo… eu não me arrisco e sei pq… vejo que muitos não se arriscam pq o foco não é onde os pontos nevralgicos situam-se, a gente fica espreitando, espreitando, esperando um santo passar correndo na linha de tiro pra depois sair gritando que é hora de fugir, só que a merda é que um santo vai, outro vai, outro vai, ficam ali caidos nos primeiros centimetros após a linha de tiro, e quando o próximo idiota de intenções puras grita É AGOOORA… ao invés de ver alguém correndo pra passar a linha com ele… ve seus amigos e familia pegando uma arma pra atirar também, essa é a natureza humana…
    Daí eu paro em frente a linha de tiro e grito: SOU UM DEMÔNIO… e todos me respeitam, e um monte de gente fica lá… empurrando outros pra estimular a sede da caça, alguns ficam lá fingindo que são demônios (por questão de respeito), e quando alguém vai correndo pra linha de tiro, ele agarra, daí solta ou escraviza, ou um dia uma seita decentemente louca tbm fica agrupando escolhidos na beirada da linha… enfim, é muito dificil ser bom, quase impossivel enquanto vivo, então é por isso que poucas pessoas respeitam a vontade de seu corpo e não ocultam isso. Mas o conflito com o corpo, ou com a matéria, ou as más considerações como a visão de prisão partem de um pressuposto moral no qual escondemos os atos um do outro, e somos conforme o outro quer, para então permitir que esteja em contato com ele, para apontar os que não tiveram exito em ocultar o crime que muitas vezes nem crimes são, ou invejar coletivamente aquele que nos dão informações para ter exito nesse apontamento(idolatria).
    É como se muitas leis fossem apenas as condições de dois sendo IMPOSTAS, sim , IMPOSTAS para um terceiro. Essas coisas criam a linha e a linha de tiro.
    Eu vejo crime em tudo que não há consentimento, mas peraí…. como eu posso dizer que é crime, aquilo que a sociedade tolerou?ou peraí … como eu posso falar sobre crime se quando não vou fazer justiça permito (consinto) ao criminoso estar por ai rondando até que um dia só sobre eu para ser vitima?
    O melhor mesmo era parar o mundo, ver que não há ninguém de fora, pelo menos não fazendo algo além do que observar… e começar a peregrinação até os parlamentos… ou será que temos que esperar o indice de desemprego bater recordes? E os de fora observam por que ninguém vê além da linha… e os que correm, correm por fé… observam tbm pq quando vem um, tem prazo de atuação, e geralmente só vem quando a manutenção desse mundo já tá despingolada e não tá atingindo a cota de grosas… dai vem um, mesmo assim vem dizer o que dizemos, só que ele tem tempo pra gritar AMEM UNS AOS OUTROS em pé na linha de tiro, em milésimos de segundo, enquanto a bala não come.
    Enfim… uma polo é muito fácil, o outro é muito dificil, só enquanto diferem no alcance são polaridades… sem diferença no alcance, são nirvana, mas dá pra atingir o nirvana sem ser indiferente?

  3. Alex said

    Vídeo violento? Não, obrigado. Há certos saberes que atrapalham o verdadeiro conhecimento.

  4. luramos said

    o video mostra fotos de AbuGhraib Alex, e concordo plenamente com voce. Nao eh facil, nem desejavel. Se estiver interessado no assunto, voce pode ir ateh a pagina do talk e soh ler o que foi dito sem assistir – clique em video transcription, mas eh em ingles.

  5. Elielson said

    <>

    É muito, mas muito triste pra mim ver que as pessoas preferem ver a realidade subjetivada na arte a dar uma olhada no que a semelhança anda aprontando.
    O homem cria essas condições sub-produzidas pelo carater inerte ao mesmo tempo em que dá uma nova forma ao que não quer ver.
    A beleza está num quadro do picasso em que bombas abstratas estão sob guernica, e numa estratégia psicológica estampa na história a nossa vergonha que viraria a cara para uma imagem real.
    Mas é bonitinho querer ver o belo, por que o organismo grita quando o feio da realidade nos faz fugir.
    Tá bom, se é por medo de simpatizar com o mal, dá pra entender. Mas o mal não seria o medo do mal?
    O campo de atuação fica invisivel quando é fantasiado o bem, e almejado como sendo a unica possibilidade, criando preferência e dualidade.
    Daí fica invisivel também quando não são vistas as fotos de crianças mutiladas por algum filho da puta que só faz isso por tem muitos figuras na pinacoteca fazendo pose em frente a um quadro cheio de rabisco que supostamente parecem melhores do que as proprias cores que contém, ou mais mágicos do que a celulose que segura a coisa toda.
    Cara, o tempo que é gasto criando uma lei, é tempo perdido em que ela não se aplica.

  6. Fy said

    Alex,

    Vídeo violento? Não, obrigado. Há certos saberes que atrapalham o verdadeiro conhecimento.

    Eu tenho que dizer q discordo de vc.

    Qual é o verdadeiro “saber”?

    Ultimamente acho que se faz urgente que o homem acorde e se abstenha um pouco de tentar encontrar alguma verdade Superior e Inatingível ou tentar estar em contínuos samadis ou alheamentos da realidade. Ou nos damos conta e “agarramos” as mãos da Realidade e através dela iniciamos uma tomada de consciência ou atingiremos algum deadline irreversível.

    Será que pra se fazer o Bem, dependemos de “alguma verdade ou conhecimento” mais real que as conseqüências “absurdas” do Mal, que, hoje em dia podemos assistir via satélite?

    Pode ser q eu esteja enganada, mas esta é a Verdade que se faz urgente:
    perigos de vida e morte para a Humanidade, como a ameaça da arma nuclear, como a ameaça ecológica, como o desencadeamento dos nacionalismos acentuados pelas religiões, e todas as conseqüências dos dilemas em torno da fome, proliferação de doenças, etc….. –

    Sómente algum Conhecimento Real e Efetivo pode nos ser desesperadamente útil, pq de Verdades Absolutas – Conhecimentos Verdadeiros – os homens estão repletos: cada um com o seu; e, se isto nos valesse alguma conseqüência positiva; com certeza não guerrearíamos por eles e estaríamos melhor situados em matéria de ameaças a nível de Humanidade.

    Elielson:
    Mas é bonitinho querer ver o belo, por que o organismo grita quando o feio da realidade nos faz fugir.

    Guaco:
    Mas quem tem jesus e jung é como darth vader, só dá valor ao corpo quando perder, dai vai ser tarde,

    … that’s it: verdades difíceis de contestar!

    Bjs

  7. sem mais said

    Não pessoal, eu concordo com o Alex, cada palavra do que ele disse: “Há certos saberes que atrapalham o verdadeiro conhecimento”. Como, por exemplo, o saber pela metade e a disposição para ver apenas o lado mais conveniente ao nosso ponto de vista… se há algum “verdadeiro” conhecimento a ser alcançado, deve ser aquele que procura o oculto na realidade, interna e externa, e ultrapassa o aparente.

  8. Fy said

    … só pra brincar um pouquinho com nossa subjetiva compreensão do conhecimento:

    “O peso ou a leveza?

    Foi a pergunta que Parmênides fez a si mesmo no século VI a.C. Segundo ele, o universo está dividido em duplas de contrários: a luz e a obscuridade, o grosso e o fino, o quente e o frio, o ser e o não-ser. Ele considerava que um dos pólos da contradição é positivo (o claro, o quente, o fino, o ser), o outro, negativo. Essa divisão em pólos positivo e negativo pode nos parecer de uma facilidade pueril. Menos em um dos casos: o que é positivo, o peso ou a leveza?
    Parmênides respondia: o leve é positivo, o pesado negativo. Teria ou não razão? Essa é a questão. Uma coisa é certa. A contradição pesado-leve é a mais misteriosa e a mais ambígua de todas as contradições.”

    p.11
    A insustentável leveza do ser, de Milan Kundera.

    Bjs

  9. Kingmob said

    Fy,
    >Ultimamente acho que se faz urgente que o homem acorde e se abstenha um pouco de tentar encontrar alguma verdade Superior e Inatingível ou tentar estar em contínuos samadis ou alheamentos da realidade.

    É isso aí. Fico comovido com a sua lucidez.
    Verdade superior?
    Verdade mesmo é verdade nua e crua.
    Não há sequer uma verdade verdadeira que não doa na alma e na carne.
    A nossa disposição de sermos nós mesmos é nossa disposição de encarar a verdade nua e crua. Que dói, mas que se dane é o que nós somos.
    A verdade é material explosivo não é brincadeirinha para sair do samsara e outros blá-blá-blás…..

    Mob.

  10. Metaforizador said

    O que “uma_das_sete_faces_do_dr.lao” disse foi, sem margem de dúvida, a maior coleção de abobrinhas já colocada em palavras, pra não dizer um termo bem pior que abobrinhas.

    Sei que Malprg não criou um chat para troca de insultos, mas não consigo me furtar a expressar meu horror diante de uma mentalidade tão limitada. Um sistema de pensamento superficial, aferrado aos fenômenos de um modo tão atroz que nubla por completo qualquer essência, atendo-se a problemáticas consequentes, incapaz de se aprofundar nas causas, analisando apenas as complicações e emulações de processos psíquicos.

    Uma abordagem que assume uma roupagem que deseja torpemente flertar com o científico e falha redondamente. Não consigo ver sequer de relance como o que foi escrito por esse indivíduo pode ser considerado místico, apenas paradigmas inertes, sem núcleo.

    Procuro nesse post ser o mais civilizado possível na exposição de minhas assertivas. Não tô a fim de treta, só queria mandar a real.

  11. metaforisador, se eu incomodei, foi mal, o dia que vc arrumar um corpo real e dois ouvidos que sintam o vibrar do ultra-som talvez me veja menos superficialmente, agora, achar que um comentário em um blog informal tem de ser tese e com tudo explicadinho, é coisa de raivoso mimado, ou não, posso tá limitanto a realidade via meus orgãos e meu interesse em julgá-lo para defender-me, o mesmo q vc faz, mas sei lá… se quiser ler o ignorante acá, a vontade, mesmo assim, ri tanto com sua indignação perante minha ignorancia ontológica que resolvi ser mais confuso, pseudo e idiota, se quiser ler mais e se indignar mais com minha existência, sinta-se VIVO! 😀 😀 😀 😀

    é como diz esse alquimista taoísta aqui:
    “Excessive head-centered meditation can unfortunately lead to the desire to “ESCAPE” the DIFFICULTIES of LIVING in BODY/MATTER under the guise of TRANSCENDING the body. Escapism is caused when the yin (PO) and yang (HUN) spirits WITHIN A HUMAN have difficulty communicating. The sexual essence (JING) of the body, however badly corrupted or diseased, is part of the primal matrix of YUAN JING. If one discards the crude physical body without first grasping this jing essence, the illusory act of trancendence (by yang heart shen and liver hun spirits prematurely returnig to heaven) is experienced by the yin spirits of the lungs (po) and kidney orb (zhi) as abandonment or failed love, so THEY RETURN TO EARTH. DEATH is TERMINATION of the yin-yang dialog of these spirits within the HUMAN FORM and dissolution of the yi’s intent (spleen/earth spirit) to continue imaginig its human form. Nei dan seek to PROLONG this dialog between spirit and body to allow adept TIME TO REACH SOUL COMPLETION. The goal is not permanent physical immirtality, just to achieve a LIFE LONG ENOUGH TO COMPLETE ONE’S DESTINY and attain to full realization of the Dao. Most people die at age 75 but ARE STILL SPIRITUAL CHILDREN. ”

    hey, ho let’s go! 😀 😀 😀 😀 😛

    ah! e desculpem o portugues de ignotrante! 😀 😀 😀

    A METAFORA SEM CORPO:
    Sei que Malprg não criou um chat para troca de insultos, mas não consigo me furtar a expressar meu horror diante de uma mentalidade tão limitada. Um sistema de pensamento superficial, aferrado aos fenômenos de um modo tão atroz que nubla por completo qualquer essência, atendo-se a problemáticas consequentes, incapaz de se aprofundar nas causas, analisando apenas as complicações e emulações de processos psíquicos.

    Uma abordagem que assume uma roupagem que deseja torpemente flertar com o científico e falha redondamente. Não consigo ver sequer de relance como o que foi escrito por esse indivíduo pode ser considerado místico, apenas paradigmas inertes, sem núcleo.

    Procuro nesse post ser o mais civilizado possível na exposição de minhas assertivas. Não tô a fim de treta, só queria mandar a real.

    O IMBECIL NÃO-MÍSTICO NÃO-CIENTÍFICO NÃO-REAL E NÃO-SÉRIO:

    ok. de babaca pra babaca, 😀 😀 :D, deixo aqui exemplos SUPERFICIAIS de explicações onde limita-se o ser humano à percepção mediada por sua fisiologia, onde os orgãos limitam a percepção da realidade. E que é algo irremediável. Algo ontológico. Será?

    Como a fisiologia é limitante, isso se o filósofo prender-se ao conhecimento biofísico atual, o ato, ontológico, para eles, de perceber, torna-se um ato de diminuição da realidade. O corpo oprime. A não ser se o corpo se tornar um trololó sem orgãos, tornar-se mente livre, o que me leva a estupidez dos que crêem que para se chegar ao homem cósmico é necessário passar pelo homem-binário-nanomotor, mas falo disso depois… pensando melhor não, gastar dedo pra explicar o óbvio pra fêmeas chimpanzes que me parecem a versão fêmea do Falecido Atirador é perda de tempo! 😀 😀
    Talvez a curta entrevista desse alquimista explique melhor os LIMITES do sistema de pulsos com valor único e não-pulsos.

    Mas já essa predileção da mente sobre o corpo por parte dos seres rastejantes pós-modernos é algo para mim implícito no discurso niilista chorão desses seres rastejantes: filósofos, lembrando que quem os chamava de rastejantes era sim o espinosa e não eu. Para mim filósofos são peido. Os não filósofos são mijo. Os poucos entre ambos: humanos. Afinal, nagualista eu ando.

    Agora, pegue e faça uma experiência em chikung, meditação que faz o casamento entre o corpo e a mente, entre a matéria e a energia, e se pensarmos, o ser humano, enquanto molde, conceito, é a mesma coisa, por mais que estejamos sendo doutrinado desde a velha grécia falsa a impor mente sobre o corpo, somos, entre tantos conceitos que podemos nos vestir, por tédio, prazer, o q for, nós somos o casamento entre matéria e energia em nosso jogo, para uns de conflito, para outros de colaboração, entre corpo e mente.

    E mais, a percepção limitante, que para os pós-modernos do corpo sem orgãos, ONTOLÓGICA, um dogma bem bolado dos pós-modernos com tédio de usar os sentidos para transcender, é falha.

    É falha ao menos para quem tem a curiosidade de praticar o lendário pequeno universo da tradição oriental, seja a taoísta, seja a indiana, seja a tibetana, seja qual for, com suas variações culturais, são todas frutos da mesma raiz, sendo umas mais velozes do que outras em seus resultados.

    E pq é falha a idéia de que nossos orgãos limitam nossas percepção? Pq todo esse pensamento niilista frances e fedido caminha paralelamente ao conhecimento científico que temos.

    A ciência não explica muita coisa, ou quase nada, ainda, quando o assunto é “magia medicinal” chinesa.

    E é esta atividade, que desde os anos 80 está vindo não só para o ocidente, mas no próprio oriente, pois foi nos anos 80 que os taoístas começaram a sair das montanhas, que iniciaram um movimento frenético buscando reunir o conhecimento dos mestres isolados, etc.

    O homem livre, livre não só da raiva, como do amor burguês (este que o burgo espiritual chama de compaixão), e principalmente, livre do constrangimento, sendo o constrangimento fruto da competição entre sujeito e objeto, sendo então, como apreendi via prática diária de fluxo de chi coordenado pelo meu nervo vagus das enervações em meu colon ao centro de meu cérebro, ele, me perdi…… ah!, o homem livre do constrangimento fruto da competição entre sujeito e objeto, torna-se eufórico, enquanto fruto da combinação, cooperação, casamento, o q for, entre sujeito e objeto.

    O homem livre não se prende, ou melhor, não cria limites conceituais, logo, dogmáticos para si, ele experimenta sua totalidade, a qual inclui uma mente sem corpo, a necessária noção de se ser um sujeito, não necessariamente um EU FIXO, e um corpo com mente própria em um equilíbrio que se reflete em todas esferas do indivíduo, e é mantido e regulato principalmente por uma relação entre sistema simpático e para-simpático sem essa festa de cortisol dos pós-modernos.

    Vejamos a energia radiante do nikola tesla, hoje, energia escalar. É uma forma de energia esotérica ainda, pois nossos equipamentos não são chegados a medir ondas transversais. Vejamos aquela onda lenta que há uns 20 anos espanta pesquisadores, tipo de onda que a tudo toca e se mantem imutável. Vejamos a ação a distância demonstrada em experimentos científicos com psiquícos e afins. O corpo não está ali limitando. O pensamento é quem limita. Por sinal, na alquimia interna china, o CORPO tem a FUNÇÃO de EXPANDIR a ação da MENTE. O CHI para ser emitido depende do sangue, que espirala nas veias, depende da pele, que deve ser o menos acida possível, etc, etc, pq o chi, comporta-se em muito qual a misteriosa energia escalar. Mas o chi, que age além do corpo, depende do corpo para potencializar-se para tanto. Ë meio como o Bertrand Russel dizia, nosso limite está ali para nos lançar ao ilimitado. Dai como taoísta PRATICANTe, pois taoísmo se pratica no CORPO e MENTE. não só na mente.

    Uma coisa concordo com os do corpo sem orgãos, o homem em seu estado natural não pensa. Mas discordo deles quando afirmam que isso significa que o homem em seu estado “natural” é preguiçoso e vagabundo. Pelo contrário. Aquele que não pensa, não pratica o incessante diálogo interno alimentando e se alimentanto de conceitos desconexos da totalidade, pois representam apenas um lado da coisa toda,o tal mundo das formas (IMAGENS) perfeitas… aquele que não pensa funciona, produz, cria, pois o pensamento separa. Isso não significa que não pensa, pensa sim, mas o pensamento torna-se uma ferramenta junto ao agir, ao mover-se no agora, sendo esse agir mais próximo do não-agir taoísta, pois não exige que antes da ação haja um desejo, um pensamento motor, pois não exige uma CAUSA (pensamento) para os EFEITOS (realidade percebida). O pensamento é o ato do observador.

    a ação, mais como percepção, é o ato do percipiente, ou percebedor pros menos vernaculares, em que o mundo não mais é apreendido, mas movido. Veja bem, perceber não é apreender. Observar é apreender.

    Aquele que percebe, percebe sim via os sentidos, mas os sentidos estão limitados pelo pensamento, o qual concordo não ser natural, mas discordo de que a ausência do pensamento, que é onde nasce a confusão dos acólitos dos pós-modernos, seja um vazio sem sentido, um silêncio (não há silêncio no universo, tudo vibra e vive), ou, pros do burgo espiritual, um desespero por si só! 😀 😀

    Perceber e DIMINUIR é fruto do domínio do ato de observação, que é uma parte da percepção total.

    Dai esse povo divulgador do corpo sem orgãos buscar, pateticamente, a IMAGEM da REALIDADE, pois para eles a percepção, e creio q mal percebem isso os acólitos desses entediados seres rastejantes: filósofos… e para eles a percepção é, e quase de modo subliminar às suas elocubrações, LIMITADA ao conceito espaço-temporal.

    O conceito de prender tempo ao espaço nos remete ao milagre grego, a forma desarmônica de pensamento que começou a se estabelecer com o surgimento do incomensurável controlado, via a raiz de dois, que separou a geometria da música e permitiu “avançarmos” além da aritimética meia-boca para coisas bem mais “precisas”. Certo, certo….

    E para isso é preciso entender pq os indianos usavam o ZERO assim ó, 1,2,3,4,5,6,7,8,9,0 e nós ao “emprestarmos” o ZERO resolvemos utilizá-lo assim, ó, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9. Como é interessante o estudo de ressonancia que vibra e gera ou afeta formas. Afinal, há pelos menos 70 anos temos documentados experimentos em que som cura, em que ultra-som super-cura, em que o uso de séries harmônicas (1:2:3:4) amplia esses resultados, etc, etc.

    A idéia de um corpo sem orgãos é o desespero dos que começaram a sentir que o limite atomista que nos separa em partículas e apenas partículas, em sujeitos e objetos, é algo ilusório, pois somos isso e mais, muito mais, e esse muito mais passa pelo uso do corpo de forma não limitante, oq vai contra o dogma de que o corpo limita, diminui a percepção. Ah! esses seres rastejantes: filósofos.

    O problema é que música oriental é algo que ignoramos, e isso desde platão, pois as cinco principais escalas musicais pré-socráticas são equivalentes as principais escalas chinesas, e ambas são assimétricas por trabalhar a partir do 2:3 e 3:4 no monocórdio, no caso pitagórico, sendo que o som gerado pelo tom de 2:3 e pelo tom de 3:4 “casam-se”, harmonizam-se de forma perfeita, de onde tira-se, que c:g = g:c’ ou 2:3=3:4, oq nos leva a geometria não comutativa e outras paradas trogozó da vida que andam dando tilt em toda ciência pois a ciência depende da matemática, e não só dela, principalmente da lógica, e se “esta declaração é falsa” ela é verdadeira se falsa, e esse é o exemplo mais meia-boca da parada dos loops do godel, não? 😉 E nem vou falar superficialmente sobre platão considerar cada indivíduo na sociedade equivalente ao 9/8 ou mesmo do fato de ele ter ido contra o equivalente pré-socrático às músicas de transe africanas, promovendo apenas composições na escala maior e menor.

    Agora, defender ou atacar a grécia é algo fútil, mas divertido, pois a quantidade de adulterações e mesmo de mentiras nobres, emitidas pelos próprios gregos é tao grande que tudo ali deve permanecer como é: anuviado ao limite da razão. Pena que, concordando com vcs, os acadêmicos re-tornam os gregos em seus interesses, e para isso só é preciso de um orgão, a mente! 😀 😀 😀 por isso q prefiro em vez de re-tornar os gregos, de-tonar os gregos! 😀 😀 😀 😀

    Mas deixo aqui uma carta de platão (Plato and the Foundation of the Academy, 2002) onde ele afirma a superioridade, veladamente, do conceito musical assimétrico pitagórico, por mais que tenha ignorado as implicações do mesmo quando resolveu separar geometria de música, o resto é história, “tudo é número”, quando tudo era número e HARMONIA.

    231. Now, it is hard for people to accept, but it is a fact that ALL THE CITIES OF THIS WORLD ARE BASED ON FUNDAMENTAL LIES. IT CANNOT BE ANY OTHER WAY and for a number of reasons, the first of which is that when children enter the world they find themselves in a pattern of unjustifiable social inequality. People born before them have an advantage over them – not through any greater merit or virtue on their part, but simply because they are older. Add to this the fact of economic inequality between individuals and between families and between cities and there are powerful elements making for instability. There are other inequalities – bodily health and strength, intellectual ability and interest, social position, inheritance and so on. Now, instability, especially if it becomes too pronounced, leads to social upheaval and revolution or tyranny, and sometimes both, and so a means is required to prevent – or, at least, minimize – the revolutionary tendency caused by unjustifiable inequality.

    232. I say unjustifiable because there is nothing in reason to validate the inequalities among men. That they exist is undeniable, but there is no known justification for them in reason, so there must be one in convention. That convention is what I call “the noble lie,” I must admit to you, although it is always a lie, it is only “noble” in the best cases – when the inequalities are not too extreme, and the motive for keeping them is to prevent social or political instability, and there is a mechanism by which the inequalities can be gradually lessened. Every city has its own form of the lie (which is the principle of its education program), and the extent to which it is not believed is the measure of active internal repression. I say “every city” but, in truth, the cities we know are not unified – they are many cities, not one. MOST OBVIOUSLY, EACH IS AT LEAST TWO CITIES, A CITY OF THE RICH AND A CITY OF THE POOR.

    233. Now, if the Academy is going to be a “true city” it cannot be founded on inequality, and so Socrates says in the Polity that the things of friends are common, or, friends share. This is not a principle that is possible for any earthly city, but there is a hope that it may hold together a small group of companions, of philosophers, lovers of wisdom and truth.

    *

    239. THE BEST TUNING MODEL IS THAT OF PYTHAGORAS, which is limited to musical fourths and fifths, linked arithmetically by powers of 3. THE WORST MODEL IS JUST TUNING, which may be ideally correct, but is impracticable because 4:5 and 5:6 [its pure thirds] are INCOMMENSURABLE with 2:3 [fifths] and 3:4 [fourths], thus internal conflict is inevitable. This whole [subject] would repay careful study.

    *

    249. The Pythagoreans were correct in saying that everything is made of number, but we must make clear that it is number both static (arithmetic) AND DYNAMIC (HARMONICS OR MUSIC), at rest and in motion.

    *

    251. Socrates says [in the Phaedo] that PHILOSOPHY IS THE HIGHEST MUSIC, and it is hoped that this is evidenced in the Polity, our constitution for the Academy.

    E para a lu ramos, se quer entender melhor o esquema de JING e SHEN, como escreveu no comentário que depois apagou, e explico-lhe já sem ter de agir como se vc fosse uma criança de cinco anos, como me sugeriu ao me perguntar, só há uma explicação, moça, pratique por 3 meses a orbita do micro-cosmo, pergunte ao seu camarada rodrigo lopes, pois ele conhece o bagulho. Depois vá PERCEBENDO com o hemisfério direito principalmente, as paradas, e isso significa OUVIR, SENTIR no tálamo as vibrações dos ultra-sons em redor, etc… e para isso é preciso ligar o esquema taoísta mente-coração, que é colocar o coração pra pulsar lento lento e o talamo no mesmo ritmo… quanso vc controlar seu coração e a pulsação em seu cérebro vc SOZINHA vai começar a entender as paradas de JING e SHEN, pois é como tio BUDA ensinou, CONFIE EM SUA EXPERIÊNCIA ANTES DE TUDO, NENÉM! 😀 😀 😀 😀 😀 e quem sabe em um ano ou menos vc vai deferenciar as energias eletroquimicas e eletromagnéticas nas coisas., pois sim, o chikung é como nos shamanismos, vc aprende que tudo vibra vida, todas as coisas e (quase) todas as pessoas -menos os humanos-mijos e os humanos-fezes.

    Sobre eu fumar, lu ramos, oh! eu fumo sim! 😀 😀 😀 fumo cachimbo, fumo de palha, pois bastonestes nicotinados industrializados tem nicotina aditivada, amonia, mais de 30 tipos de açúcares (cocaína doce, leiam sugar blues, ou não! 😀 😀 ) e afins… por sinal, o mestre jedi dinamo jack fuma tb!

    no budismo pós contato com os gregos (q introduziram o culto a IMAGENS no budismo que antes era todo na base do culto a SONS), a vida “pura” é necessária para se elevar à origem. Pq? oras, o budismo é imperialista, tem templos, tem funcionários, no caso do tibet, tinha até povo analfabeto e escravo (e querem devolver o tibet pro dalai lama! 😀 :D) dalai ou comunismo ou capitalismo, tudo a mesma porra mediando o que vc e seu CORPO e seu HEMISFÉRIO direito deveriam mediar! menos stress! cortizol se cuida! 😀 😀 😀 Sem contar que umas duas encarnações atrás o dalai lama mandou matar os monges que viviam em lotus, curavam o povo e eram mais populares do que ele no tibet! 😀 😀 😀 vai ver esse rolo com a china é carma do véio! 😀 😀 😀 e como no taoísmo ensina-se que para uma pessoa normal leva-se 7 vidas pra se “iluminar” (sair pelo topo da cabeça/coroa e não pela boca/garganta ou períneo/cu) que que o dalai lama tá reencarnando ainda? tá segurando é a fila. Coisa de imperialistas. 😀 😀 😀

    No taoísmo “filosófico”, q é anterior ao taoísmo “religioso”, sendo q a “evolução” do taoísmo filosófico ao religioso foi em muito uma resposta aos REIS que de tanto espalharem o budismo pelo oriente tornaram toda aquela simplicidade chinesa em algo sem SABOR àS MENTES que queriam-se IMORTAIS, mas, SEM orgãos… tem até uma historinha louca de quando o budismo virou “religião” oficial na china! 😀 😀 😀 Enfim, mas no taoísmo filosófico essas loucuras não rolam… é tudo um jogo de proporções, razões! 😀 😀 o quanto de coisa “ruim” q consumo deverá ser compensado pela quantidade de coisa “boa” que consumo. E só consumir coisas “boas” alimentam só a mente, e dai é um pulo pra se odiar o corpo, adoeçer ou querer ir pro céu viver com tudo que é bom, ou seja, negar METADE do que percebemos. o mesmo vale pra só se alimentar de coisas “más”. 😉

    É como diz esse alquimista taoístas aqui:
    “Excessive head-centered meditation can unfortunately lead to the desire to “ESCAPE” the DIFFICULTIES of LIVING in BODY/MATTER under the guise of TRANSCENDING the body. Escapism is caused when the yin (PO) and yang (HUN) spirits WITHIN A HUMAN have difficulty communicating. The sexual essence (JING) of the body, however badly corrupted or diseased, is part of the primal matrix of YUAN JING. If one discards the crude physical body without first grasping this jing essence, the illusory act of trancendence (by yang heart shen and liver hun spirits prematurely returnig to heaven) is experienced by the yin spirits of the lungs (po) and kidney orb (zhi) as abandonment or failed love, so THEY RETURN TO EARTH. DEATH is TERMINATION of the yin-yang dialog of these spirits within the HUMAN FORM and dissolution of the yi’s intent (spleen/earth spirit) to continue imaginig its human form. Nei dan seek to PROLONG this dialog between spirit and body to allow adept TIME TO REACH SOUL COMPLETION. The goal is not permanent physical immirtality, just to achieve a LIFE LONG ENOUGH TO COMPLETE ONE’S DESTINY and attain to full realization of the Dao. Most people die at age 75 but ARE STILL SPIRITUAL CHILDREN. ”

    É como hakim bey diz, o segredo tá no corpo, e digo mais, tá no nervo vagus, que se divide no CORAÇÃO (centro da consciencia que se expande) e passa proximo aos OUVIDOS INTERNOS (dica do tio buda, lembram?), terminando no cérebro.

    Ele vibra com ultra-som! 😀 😀 😀 e oq será q esse vibrar, se HARMONICO, pode fazer as glandulas proximas ao nervo? 😉

    É como diz lao tsé no poema 52.
    1.o mundo começa com a mãe como a sua fonte.
    2.quando tiver a mãe, você conhecerá o filho.
    quando conhecer o filho, retorne para preservar a mãe.
    embora o corpo morra, não há nenhum mal.
    3.fechando sua boca e fechando a porta (seu anus, leitor), a vida não é vencida pelo cansaço.
    quando abrir a boca e buscar os seus interesses, a vida não poderá ser preservada.
    4.ver oq é pequeno é discernimento.
    preservar a sutileza é força.
    usar a luz (SHEN!, leitor, luz coerente da pineal) possibilita retornar ao discernimento.
    5.não perder o centro do corpo (DANTIEN inferior, centro da PERCEPÇÃO no taoísmo, onde acumula-se energia eletromagnética/SHEN) é chamado penetrar o eterno.

    Afinal é como diz mantak chia, “se as nossas mentes estiverem NÃO CONSTRANGINDO o meio em que vivem, elas não ficam entediadas com a vida. Pq não ficamos entediados, não existe o tédio”. Eis uma coisa q pessoas viciadas em conceitos deveriam parar pra despensar. 😛

    adeus,
    .g

  12. luramos said

    obrigada Guaco, por responder mesmo depois de eu ter apagado.

    se eu entendi, quando voce incorpora (ou conversa) com um espirito ele absorve a sua energia Jing. E isso me parece que acontece mesmo. Mas ele tambem me dah em troca a energia que ele vibra, que frequentemente eu nao conheco, entao, pelo exemplo aprendo como eh, e invoco e vibro eu mesma quando quero. Tambem nao eh um caminho de aprendizado? Eu doo a energia terrena que me sobra (e que me preparei para doar) e recebo com o meu consentimento um padrao vibratorio que ainda nao conheco e que posso aprender.

    nao eh auto-didata, mas eh um outro caminho de se saber o que se eh capaz de vibrar.

  13. Kingmob said

    luramos,
    >Mas ele tambem me dah em troca a energia que ele vibra, que frequentemente eu nao conheco, entao, pelo exemplo aprendo como eh, e invoco e vibro eu mesma quando quero.

    Que interessante isso.
    Estes padrões vibratórios todos são sempre maneiras de conhecer um pouco mais o próprio corpo. O corpo é um templo.

  14. luramos said

    A materia densa eh o grande poder de ser humano, eh poder vibrar tudo que vibramos, eh o que nos dah poder magico. Eh tambem o que nos torna diferentes daqueles que vivem em outros planos. Eh o instrumento do qual podemos ser servos ou Senhores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: