Anoitan

“Se sempre há um amanhã, sempre há um anoitã.”

Archive for dezembro \24\UTC 2011

Música para os nossos ouvidos

Publicado por Sem em dezembro 24, 2011

 

 

 

  

  

 

 

 

Divido com os leitores do blog meu último grande achado desse ano. O compositor e músico português Rodrigo Leão, um dos fundadores do grupo Madredeus, aqui no Brasil bastante conhecido, mas, o que eu não conhecia, era a carreira solo deste que hoje já representa pra mim o maior compositor de música contemporânea que temos, e olha que ele divide mundo com Philip Glass e Cia…

 

 

Deixo aqui quatro músicas que vão escondidas nos naipes do baralho de Tarô, logo ali em cima, numa brincadeira com a totalidade dos elementos, que querem evocar a fecundidade tão eclética deste músico, mas que são em verdade apenas apêndices, e sofrivelmente escolhidas a muito custo só estas. Tantas outras músicas lindas ficaram de fora, como “O Fio da Vida” do seu último trabalho “A Montanha Màgica”; e mais antigas, como “À Espera de Sofia” e “Voltar” do disco “O Mundo”; e “A Estrada” do disco “Cinema”; e pra mim a melhor, “Just One Day”, reedição da que preferi trazer aqui, “Sleepless Heart”, a do naipe espadas…

 

 

Não há muito mais o que se dizer em 2011, talvez, apenas…

 

Feliz Natal e 2012 com direito a “Happiness”

(veja/escute em ouros/pentáculos)

 

Enviado em Musica | Leave a Comment »

A Fuga da Sombra

Publicado por Sem em dezembro 6, 2011

 

Havia um homem que ficava tão perturbado ao contemplar sua sombra e tão mal-humorado com as suas próprias pegadas que achou melhor livrar-se de ambas. O método encontrado por ele foi o da fuga, tanto de uma, como de outra.

Levantou-se e pôs-se a correr. Mas, sempre que colocava  o  pé  no  chão, aparecia  outro  pé, enquanto a sua sombra o acompanhava, sem  a menor dificuldade.

Atribuiu o seu erro ao fato de que não estava correndo como devia. Então, pôs-se a correr, cada vez mais, sem parar, até que caiu morto por terra.

O erro  dele  foi o de não ter percebido que, se apenas pisasse num lugar sombrio, a sua sombra desapareceria e, se se sentasse ficando imóvel, não apareceriam mais as suas pegadas.

(Chuang Tzu)

 

Retirado de A Via de Chuang Tzu, Thomas Merton; 5ª Edição; Editora Vozes; Petrópolis, 1989.

Enviado em Taoísmo | Etiquetado: | 7 Comments »

Contato

Publicado por adi em dezembro 6, 2011

Aqui está!! Agora o Anoitan tem um e-mail de contato para aqueles que desejarem enviar textos e artigos para serem postados no blog.  Textos e artigos com assuntos dentro das categorias  já existentes aqui, serão bem vindos.

O link com o endereço de e-mail está ali no cantinho esquerdo, logo abaixo do nome do blog e logo acima das categorias, :).

Enviado em Uncategorized | 1 Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores